opção pública em reforma do sistema de saúde dos EUA - Mundo - iG" /

Obama defende opção pública em reforma do sistema de saúde dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta segunda-feira que a opção pública de um programa federal de saúde deve ser parte da reforma do sistema de saúde norte-americano. As mudanças no projeto atual de saúde são consideradas como prioridade do atual governo americano.

Reuters |

AFP
Obama durante o discurso desta segunda

Durante discurso em um piquenique pelo Dia do Trabalho na cidade de Cincinnati, ele disse: "Eu continuo a acreditar que uma opção pública dentro de uma cesta de opções ajudaria a melhorar a qualidade e reduzir os custos".

"Eu quero um sistema de seguro de saúde que funcione tão bem para os norte-americanos quanto para a indústria de seguros. Eles precisam estar livres para lucrar. Mas eles também precisam ser justos", acrescentou o presidente, antes de pedir o apoio de um público de 5 mil pessoas para a reforma.

"Vamos construir uma América onde a reforma da saúde traz mais estabilidade e segurança para cada americano", declarou.

Debate

"Vamos reformar o sistema para os que têm cobertura e também para os que não têm. Darei mais detalhes sobre este assunto amanhã à noite", acrescentou, referindo-se ao discurso sobre esta reforma que deve pronunciar na noite de quarta-feira no Congresso.

"O debate é importante, mas todo debate tem que ter um fim", avisou, dando a entender que insistirá em seu discurso de amanhã sobre a necessidade de chegar rapidamente a um consenso sobre a reforma.

A ideia da criação de um seguro saúde público para concorrer com os seguros privados foi rejeitada pelos republicanos e por parte dos democratas moderados do Congresso.

"Nunca estivemos tão perto" do objetivo, frisou o presidente. "Nunca tivemos um consenso tão amplo sobre a importância desta reforma", acrescentou.

Obama criticou os detratores da reforma dizendo que "os grupos de pressão fazem o que costumam fazer, que é tentar assustar as pessoas". "A resposta deles é não fazer nada", disparou, denunciando "as seguradoras que lucram estabelecendo uma discriminação entre as pessoas doentes".

Recuperação

Sobre economia, os Estados Unidos estão "no caminho da recuperação" econômica, afirmou Obama. "Estamos indo na direção certa. Estamos no caminho da recuperação. Não deixem ninguém lhes dizer o contrário", declarou.

O presidente se referia aos últimos números do emprego nos Estados Unidos, publciados na sexta-feira e que mostraram uma desaceleração mais importante do que o previsto na destruição dos postos de trabalho em agosto. Já o desemprego aumentou muito mais do que o esperado, ficando em 9,7%.

"Ainda temos um longo caminho pela frente. Não vamos relaxar agora", garantiu.

Leia mais sobre saúde

    Leia tudo sobre: euaobamasaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG