Obama defende no Congresso projeto de reforma da saúde pública

Washington, 9 set (EFE).- O pronunciamento que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fará esta noite no Congresso para defender o projeto de reforma da saúde pública vai tirar as dúvidas sobre o alcance e o conteúdo da proposta, disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, em entrevista à rede de rádio pública americana NPR.

EFE |

Gibbs disse que o plano de Obama procura, por um lado, dar estabilidade e segurança aos americanos que têm plano de saúde, e fornecê-lo a preços acessíveis aos 46 milhões de cidadãos do país que não têm cobertura médica.

Por outro, acrescentou que o plano apoiado pelo presidente "reduzirá o crescimento insustentável dos custos com a saúde".

"Na última década eles duplicaram, e voltarão a subir se não entrarmos já em ação", disse.

A Casa Branca foi criticada pela base liberal do Partido Democrata por falta de clareza e firme compromisso com a opção de o Governo administrar um plano de saúde que possa concorrer com as seguradoras privadas.

Mas Gibbs não vê problemas quanto a essa possibilidade que, segundo republicanos e grupos conservadores, provocará uma maior intervenção do Estado, com agravamento do déficit fiscal.

O discurso de Barack Obama será transmitido pela TV americana, e terá duração de meia hora. EFE mp/id-an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG