Obama dança com estudantes para celebrar festa das luzes indiana

Sem paletó, presidente dos EUA ouviu orientações de como mover as mãos e os braços para seguir a dança de Diwali

AFP |

O presidente dos EUA, Barack Obama, aderiu neste domingo às celebrações da festa hindu das luzes, a Diwali, e dançou com os estudantes de uma escola de Mumbai.

AP
Presidente dos EUA, Barack Obama, e primeira-dama Michelle dançam com crianças durante celebração de Diwali em escola de Mumbai, Índia
Obama e sua esposa, Michelle, acompanhavam a apresentação das crianças em uma escola do sul da cidade. A primeira-dama então se levantou para dançar com as crianças e convenceu seu marido, mais reticente, a fazer o mesmo.

O presidente, sem o paletó, ouviu orientações de como mover as mãos e os braços para seguir a tradicional dança indiana. As crianças aproveitaram para tirar fotos e pedir autógrafos do casal.

Essa foi a segunda vez que Michelle dançou com crianças desde sua chegada a Mumbai. Na véspera, ela , durante visita a uma associação a órfãos e crianças abandonadas em Mumbai, berço da indústria cinematográfica indiana.

A mulher do presidente tirou os sapatos para brincar uma amarelinha educativa com crianças reunidas na biblioteca da Universidade de Mumbai, no sul da cidade.

Depois, na companhia de umas 30 crianças, com idades de 8 a 13 anos, dançou ao som da canção "Rang De Basanti" (Pinte-me de cor de açafrão), do compositor indiano A.R. Rahman, que no ano passado ganhou dois Oscar com o filme "Quero ser um Milionário".

AFP
Primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, brinca de amarelinha durante interação com estudantes em campus da Universidade de Mumbai, Índia
"Adoro dançar. Foi divertido!", disse Michelle, mãe de duas meninas, a seus companheiros de brincadeira e dança, antes de fazer um discurso de cinco minutos sobre a importância da educação.

"Não cresci com muito dinheiro. Nunca imaginei que seria a primeira-dama dos EUA", disse Michelle. "Mas, porque tive acesso à educação, quando chegou a hora, estava preparada", acrescentou.

    Leia tudo sobre: EUABarack ObamaÍndiaMichelle Obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG