Por Caren Bohan CHICAGO (Reuters) - O candidato à Presidência dos Estados Unidos Barack Obama deu um voto de confiança ao chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, ao afirmar que ele tomou algumas boas decisões em circunstâncias difíceis.

'Acho que algumas das decisões que ele tomou foram as corretas', disse o candidato democrata à Reuters em uma entrevista no sábado à noite.

Em uma medida criticada por alguns, o Fed saiu em resgate ao banco de investimento Bear Stearns ao ajudá-lo durante sua compra pelo J.P. Morgan Chase.

O Fed e o Tesouro também ofereceram ajuda econômica aos gigantes de hipotecas Fannie Mae e Freddie Mac.

Em meio a um colapso do mercado de habitação e problemas financeiros, as medidas marcam uma expansão do papel do Fed no sistema financeiro, o que deixou alguns cautelosos.

Mas Obama, falando durante um vôo para Chicago ao retornar de uma viagem por sete países, afirmou que não quer questionar o banco central.

'Acho que é muito difícil questionar cada decisão que foi tomada porque essa é uma economia enorme e complexa, e o Fed é apenas um protagonista entre vários que têm enorme influência na economia dos EUA', disse Obama, que competirá contra o republicano John McCain na eleição de novembro.

O mandato de Bernanke como chefe do banco central norte-americano acaba em janeiro de 2010, e o próximo presidente decidirá se o indicará para mais um mandato.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.