Obama convoca reunião para apresentar grande plano de reforma da saúde

O presidente Barack Obama convocou para esta quinta-feira uma reunião da saúde na Casa Branca, com secretários, opositores e especialistas, para apresentar um grande plano de reforma que pretende levar atendimento médico público a todos os americanos.

AFP |

Obama pretende gastar 634 bilhões de dólares para reformar profundamente o sistema de saúde público, abalado pelos gastos e a burocracia.

Mais da metade dos americanos tem plano de saúde privado, pago pelas empresas em que trabalham, mas como este não é obrigatório 46 milhões de americanos não têm acesso a cuidados médicos.

Mais de 120 especialistas e congressistas, tanto democratas como republicanos, foram convidados para o evento, no qual Obama apresentará o grande plano de reforma com prazo de 10 anos.

"É o discurso de abertura do debate", afirmou o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs.

Obama, com mais de 60% de aprovação geral nas pesquisas e um sólido apoio atualmente no Congresso, quer fazer esta reforma avançar a qualquer custo, um de seus grandes objetivos políticos, antes que as discussões esbarrem nas divisões entre democratas e republicanos, como no passado.

Depois das palavras de Obama, os participantes se dividirão em vários fóruns de discussão.

Este formato foi usado semana passada por Obama para debater as propostas de corte do déficit público.

Até o momento os detalhes do plano de reforma dos serviços Medicare e Medicaid, destinados às pessoas da terceira idade e aos cuidados para pessoas de baixa renda, não estão claros.

Obama só explicou de onde pretende tirar o dinheiro para bancar as reformas: principalmente de impostos sobre os mais ricos.

jz-bur/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG