Obama conversou 40 minutos com o Papa

O Papa Bento XVI recebeu pela primeira vez nesta sexta-feira, em audiência privada no Vaticano, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com quem conversou por 40 minutos a portas fechadas em seu escritório privado no Vaticano, constatou a AFP.

AFP |

"É uma grande honra. Muito obrigado", disse Obama ao Papa ao cumprimentá-lo com um aperto de mãos, ante o numeroso grupo de fotógrafos que o esperavam na entrada da sala.

"Estou certo de que o senhor está acostumado com os fotógrafos. Eu também", afirmou o presidente.

Ao final do encontro, Obama apresentou a delegação que o acompanhava, formada por oito pessoas. Michelle Obama estava vestida com um tailleur preto e usava mantilha.

As duas filhas de Obama, Malia e Sasha, e a sogra de Obama, também cumprimentaram o Papa, mas as imagens não foram transmitidas pela televisão do Vaticano que transmitiu o evento ao vivo.

Durante a tradicional troca de presentes, Obama recebeu uma cópia em couro branco da primeira encíclica social do pontífice, lançada na terça-feira passada, na qual insta os dirigentes do mundo a promover uma "nova ética" para administrar a globlalização.

"Nossas expectativas são as de fortalecer nossas relações", disse Obama ao despedir-se do Papa.

O Papa também deu de presente a Obama um documento da Congregação para a Doutrina da Fé, 'Dignitas personae', sobre os problemas da bioética, que reitera a rejeição da Igreja ao aborto e à pesquisa com células-tronco.

kv/gc/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG