Obama condiciona boas relações com Pyongyang ao fim do programa nuclear do país

O presidente americano, Barack Obama, afirmou, nesta quarta-feira, que o governo da Coreia do Norte terá que suspender o programa nuclear do país se quiser manter boas relações com os Estados Unidos. Durante uma entrevista à rede de televisão americana MSNBC logo após a chegada de duas jornalistas que estavam presas na Coreia do Norte desde março, Obama disse ainda que Pyongyang precisa parar com seu comportamento provocativo.

BBC Brasil |

"Dissemos aos norte-coreanos que há um caminho para melhorar as relações e que esse caminho envolve a suspensão do desenvolvimento de armas nucleares", disse Obama à MSNBC.

"Queremos apenas garantir que o governo da Coreia do Norte opere dentro das regras básicas da comunidade internacional", afirmou o presidente.

Laura Ling e Euna Lee receberam, na terça-feira (horário do Brasil), um perdão especial do líder norte-coreano, Kim Jong-Il, após um encontro entre o mandatário e o ex-presidente americano Bill Clinton, que realizou uma visita surpresa ao país asiático.

As duas estavam presas desde março na Coreia do Norte, quando foram condenadas a 12 anos de trabalhos forçados por terem cruzado ilegalmente a fronteira com a China.

Negociações
O correspondente da BBC em Washington Daniel Sanford disse que as duas jornalistas americanas detidas na Coreia do Norte parecem ter sido usadas de maneira cínica por Pyongyang como garantias de um jogo diplomático.

O governo norte-coreano abandonou a negociação com outros seis países depois que a Organização das Nações Unidas condenou um teste de míssil de longo alcance realizado pelo país em abril.

Um teste nuclear subterrâneo e outros testes com mísseis foram realizados mesmo depois do alerta da ONU, o que levou o Conselho de Segurança a impor sanções contra a Coreia do Norte.

Após a libertação das duas jornalistas, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse que espera que o governo norte-coreano esteja pronto para retomar as negociações sobre seu programa nuclear.

Ainda não se sabe se Bill Clinton conversou com o líder norte-coreano, Kim Jong-Il, sobre o programa nuclear do país durante sua visita a Pyongyang.

Leia mais sobre EUA e Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coréia do norteeuakim jong-ilobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG