repressão injusta e violenta aos reformistas no Irã - Mundo - iG" /

Obama condena repressão injusta e violenta aos reformistas no Irã

Washington, 28 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou hoje a repressão injusta e violenta aos cidadãos iranianos que se manifestaram a favor do movimento reformista, alguns dos quais foram detidos, feridos e inclusive assassinados.

EFE |

Obama fez as declarações no Havaí, onde passa férias natalinas com sua família, coincidindo com o recrudescimento da ofensiva do regime iraniano contra a oposição reformista, que saiu às ruas no mesmo dia da Ashura, a mais importante e sagrada festa do calendário islâmico xiita. Nas últimas 24 horas, o regime iraniano deteve pelo menos sete ativistas.

"Durante meses, o povo iraniano não buscou outra coisa que não fosse a oportunidade de exercer seus direitos universais. Quando o faz, enfrenta o duro golpe da brutalidade, inclusive em datas sagradas", disse o presidente americano.

"Casa vez que isto acontece, o mundo olha com admiração a coragem e a convicção do povo iraniano", que deseja "justiça e uma vida melhor", acrescentou.

Para Obama, "a decisão do regime iraniano de governar através do medo e da tirania não fará com que o povo abandone suas convicções".

Obama fez também uma advertência ao regime iraniano para que cumpra a legislação internacional, respeite os direitos de seu povo e liberte os que foram detidos injustamente. EFE.

pgp/id

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG