Obama condena atentado no Iêmen e culpa Al-Qaeda

O candidato democrata na corrida pela Casa Branca, Barack Obama, condenou de maneira firme o atentado atroz desta quarta-feira à embaixada americana no Iêmen e responsabilizou a rede Al-Qaeda.

AFP |

"Condeno de maneira firme o ataque atroz cometido hoje contra a embaixada americana no Iêmen", declarou Obama, na nota divulgada hoje.

"Mais de sete anos depois do 11 de Setembro, este último atentado nos lembra de que se deve redobrar os esforços para extirpar e destruir a Al-Qaeda e suas filiais no mundo", acrescentou o senador por Illinois.

"Essa ameaça se torna mais perigosa no momento em que a Al-Qaeda encontra abrigo no Paquistão, o que permitiu que essa organização se reagrupasse, retomasse seus treinamentos e estabelecesse, de novo, vínculos com seus agentes e grupos", frisou.

O atentado com carro-bomba e foguetes contra a embaixada americana em Sanaa deixou pelo menos 16 mortos, quase todos iemenitas, incluindo os seis agressores.

A autoria do ataque foi reivindicada por um misterioso grupo chamado de Yihad Islâmica no Iêmen, embora Washington tenha acusado a rede Al-Qaeda de estar por trás do golpe.

aje/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG