Obama come cauda de castor no Canadá

TORONTO - O presidente americano, Barack Obama, quebrou o protocolo e a agenda no final de sua visita oficial a Ottawa, indo a um popular mercado canadense para comer uma cauda de castor, espécie de donut (rosquinha) do país.

Redação com EFE |

AP
Obama em frente ao mercado Byward


Obama decidiu de forma inesperada ir até o mercado Byward, a poucos metros do prédio do Parlamento, após a entrevista coletiva conjunta que concedeu com o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper.

O mercado é uma atração turística de Ottawa e muito popular no inverno entre os patinadores que nesta estação percorrem o canal Rideau para comer suas "caudas de castor".

A visita ao mercado surpreendeu a todos, porque a organização da viagem havia rejeitado que Obama fosse à embaixada dos Estados Unidos em Ottawa.

A embaixada fica situada a poucos metros do mercado Byward, devido aos problemas logísticos que isto acarretaria. Nessa área da cidade, as ruas são especialmente estreitas, o que dificulta o movimento da limusine presidencial na qual Obama viaja.

Após comer sua "cauda de castor", Obama seguiu para o aeroporto internacional de Ottawa, onde deve se reunir com 500 americanos, trabalhadores da embaixada de seu país e suas famílias.

Também está programado que Obama se reúna no aeroporto com o líder da oposição canadense, o liberal Michael Ignatieff, antes de voltar para Washington.

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG