Tamanho do texto

Washington, 22 set (EFE) - A maioria dos eleitores americanos culpa os republicanos da crise financeira que abalou os Estados Unidos nas últimas semanas, revelou hoje uma pesquisa divulgada pela rede de televisão CNN.

Essa mesma pesquisa aponta que, como resultado, a vantagem do candidato presidencial democrata, Barack Obama, sobre seu rival, o senador republicano John McCain, é agora de 51% contra 46%.

Em pesquisa similar realizada há duas semanas, McCain e Obama estavam empatados com 48%.

Segundo a empresa Opinion Research Corporation, que fez a pesquisa entre sexta-feira e domingo com 697 eleitores inscritos, 47% acreditam que os republicanos são responsáveis pelos problemas que afetam as instituições financeiras e a bolsa de valores.

Já 24% afirmaram que a culpa é dos democratas, enquanto um em cada cinco indicou que a responsabilidade é de ambos os partidos.

A pesquisa, que tem uma margem de erro de mais ou menos três pontos percentuais, também revelou que é cada vez maior o número de eleitores que acredita que Obama realizaria uma melhor gestão para resolver a crise que McCain.

Segundo Bill Schneider, analista político da "CNN", os avanços na popularidade de Obama surgem dos homens e dos eleitores mais velhos que, até pouco tempo, apoiavam em maioria McCain.

"A economia é o calcanhar de Aquiles de John McCain e a consulta da 'CNN' começou a mostrar uma vantagem para Obama neste sentido a partir da semana passada, quando a crise se fez sentir nos lares americanos", afirmou Keating Holland, diretor de pesquisas da emissora.

Outro fator do aumento da popularidade de Obama poderia ser a redução no impacto positivo para os republicanos obtido com a escolha da governadora do Alasca, Sarah Palin, como companheira de chapa de McCain para as eleições de novembro.

Segundo a pesquisas, 35 dos consultados revelou uma opinião pouco favorável de Palin, oito pontos percentuais acima do nível registrado na anterior. EFE ojl/db