Obama assina lei contra discriminação salarial

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou sua primeira lei desde que assumiu o cargo nesta quinta-feira, concedendo um vitória aos direitos trabalhistas da mulher ao reverter uma decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de 2007 que tornava mais difícil processar uma empresa por discriminação salarial. Obama assinou uma lei que carrega o nome da trabalhadora Lilly Ledbetter durante cerimônia na Casa Branca. O Congresso, de maioria democrata, aprovou a medida nesta semana e muitos líderes participaram da assinatura.

Reuters |

"Assinar este documento hoje é deixar uma clara mensagem: que fazer nossa economia trabalhar significa garantir que irá funcionar para todo mundo, que não há cidadãos de segunda classe em nossos lugares de trabalho", disse o presidente democrata.

Igualdade salarial foi um tema delicado durante a campanha presidencial no último ano, principalmente entre os sindicatos trabalhistas e as mulheres eleitoras. Em média, mulheres norte-americanas recebem um salário 23 por cento menor do que o homem, enquanto uma minoria feminina recebe ainda menos.

A primeira dama Michelle Obama recebeu Ledbetter e outros que trabalharam para a sanção da lei em um dos evento de alta nível.

"Ela viu a injustiça e estava disposta a fazer algo sobre isso porque era a coisa certa a fazer, claro e simples", disse a primeira dama.

Ledbetter é uma mulher do Alabama que descobriu após 19 anos trabalhando como supervisora para a fabrica de pneus Goodyear Tire & Rubber Co que estava recebendo um salário abaixo do piso apesar de ter mais experiência que alguns homens colegas de trabalho.

Um júri concluiu que ela foi vítima de descriminação. Mas, durante a administração de Bush, a Suprema Corte reverteu a decisão por 5 votos a 4 alegando que a acusação de discriminação deve ser apresentada no prazo de 180 dias da primeira ofensa.

(Reportagem de David Alexander)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG