Obama arrecada mais de US$ 29 milhões em janeiro

No mês passado, 98% das doações feitas à campanha democrata foram de US$ 250 (R$ 428) ou menos

iG São Paulo |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, arrecadou US$ 29,1 milhões (cerca de R$ 48,8 milhões) em janeiro para sua campanha à reeleição e para o Partido Democrata. De acordo com a equipe do líder, 98% das doações foram de US$ 250 (R$ 428) ou menos, mostrando a importância das pequenas contribuições.

Obama e o partido arrecadaram mais de US$ 68 milhões nos últimos três meses do ano passado, elevando a coleta de fundos de sua campanha e do Comitê Nacional Democrata para mais de US$ 200 milhões (R$ 342,9 milhões) em 2011.

Saiba mais: Veja especial do iG sobre as eleições nos EUA

AP
Obama participa de evento de arrecadação em São Francisco, na Califórnia (16/02)

Um porta-voz da campanha disse que o total de janeiro inclui doações para a campanha, para o comitê nacional e comitês de arrecadação conjuntos operados pelas duas organizações.

Nesta sexta-feira, Obama deve concluir um tour pela Costa Oeste dos Estados Unidos, no qual deve arrecadar cerca de US$ 8 milhões (R$ 13,7 milhões) em eventos em Los Angeles, San Francisco e Seattle.

Leia também: Quem paga a campanha presidencial dos EUA?

Na quinta-feira, em São Francisco, Obama disse que precisa de um novo mandato para concluir tarefas pendentes como a reforma da imigração e o combate à mudança climática.

Obama afirmou que seus três primeiros anos no cargo foram difíceis e pediu aos seus partidários que reúnem energias e voltem a se mobilizar.

"Teremos de ser tão focados quanto fomos em 2008", disse, acrescentando que não está "tão na moda" apoiá-lo agora como na primeira vez, por causa da crise econômica.

"Passamos por três anos duros, então as pessoas querem esperança, mas estão desgastadas por muitas dificuldades", disse Obama a 70 pessoas que pagaram US$ 35,8 mil (R$ 61,3 mil) cada uma para jantar com o presidente e ver uma apresentação do cantor de soul Al Green.

Obama disse que suas prioridades para o segundo mandato incluem a implementação completa das reformas da saúde e do sistema financeiro, a continuidade do apoio à educação e à pesquisa científica, e avanços na produção de petróleo, gás e energia limpa nos EUA.

O presidente anunciou sua candidatura a um segundo mandato de quatro anos no início de abril. Desde então, multiplicou as viagens aos Estados estratégicos e passou a frequentar assiduamente os eventos de arrecadação em várias regiões do país.

Com Reuters e AP

    Leia tudo sobre: eleição nos euaeuaobamademocratasarrecadaçãodoações

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG