Presidente americano afirmou que o país asiático "é o tipo de país que queremos ver como membro permanente"

Após reunião com o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou neste sábado seu apoio às aspirações do Japão de ter um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Obama e Kan se reuniram antes do começo da cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), que foi inaugurada neste sábado em Yokohama, Japão.

Em breves declarações à imprensa após o encontro de meia hora de duração, Obama assegurou que o Japão é o modelo de país que deveria contar com um assento permanente no organismo decisivo da ONU. "É nossa opinião há algum tempo que o Japão é o tipo de país que queremos ver como membro permanente do Conselho de Segurança", disse.

O presidente americano, que tem no Japão a última etapa de uma viagem pela Ásia que já o levou à Índia, Indonésia e Coreia do Sul, já havia expressado seu apoio para que os indianos também obtivessem um assento permanente na esfera da ONU .

Em suas declarações, Obama indicou que Kan aceitou seu convite para visitar Washington no ano que vem e que o compromisso dos EUA com o Japão é "inquebrantável". A aliança de segurança entre os dois países, que completa seu 50º aniversário em 2010, é considerada pelos parceiros como a base da paz e da estabilidade na região da Ásia-Pacífico.

Kan aproveitou o encontro para agradecer a Obama pelo "firme apoio" ao Japão na questão das Ilhas Curilas, cuja soberania é disputada por Tóquio e Moscou. Durante a cúpula, o primeiro-ministro deve se reunir com o presidente russo, Dmitri Medvedev, para tratar do assunto.

A reunião de Obama e Kan foi centrada em questões econômicas e comerciais, na qual o primeiro-ministro japonês indicou que "o Japão se prepara de maneira significativa para se abrir ao comércio".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.