O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou nesta quarta-feira seu apoio aos esforços do Iraque para suprimir as sanções impostas ao país pela ONU em 1990, depois da invasão do Kuwait pelos soldados de Saddam Hussein.

"Prometemos cooperar com o Iraque para livrar este país das sanções que lhe foram impostas após a guerra do Golfo", declarou Obama em entrevista coletiva na Casa Branca ao lado do primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki.

"Já disse que continuar a prejudicar o Iraque por causa dos pecados cometidos por um ditador derrubado é um erro", acrescentou.

"O presidente Obama e o governo americano concordam com o fato de que o Iraque já não representa mais uma ameaça à paz e à segurança internacionais. O Iraque é agora uma democracia, e não mais uma ditadura", sentenciou Maliki.

lal/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.