Obama apóia boicote de democratas à nomeação feita por governador de Illinois

WASHINGTON - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, apoiou hoje a decisão dos líderes democratas no Senado de boicotar a indicação de Roland Burris para a cadeira que ocupava nos tempos que era senador por Illinois.

EFE |

Nesta terça-feira, desafiando os legisladores que querem sua renúncia, o governador de Illinois, o democrata Rod Blagojevich, que é acusado de corrupção, indicou Burris para assumir o lugar deixado vago por Obama quando este venceu o pleito presidencial.

"Roland Burris é um bom homem e um bom servidor público, mas os democratas do Senado já deixaram claro há várias semanas que não podem aceitar uma nomeação feita por um governador acusado de vender esta mesma cadeira do Senado", disse Obama em um comunicado.

"Estou de acordo com a decisão deles e é extremamente decepcionante o governador Blagojevich optar por ignorá-la", acrescentou.

Obama disse que a melhor decisão "seria o governador renunciar ao cargo e permitir o início de um processo legal e apropriado" para a nomeação de um sucessor.

O presidente eleito declarou ainda que o governador Blagojevich tem direito a um processo legal pelas acusações que lhe são feitas, mas que, por outro lado, "o povo de Illinois tem direito a um Governo que funcione e a que as principais decisões estejam livres de manchas e controvérsias".

Blagojevich apresentou a indicação de Burris durante uma entrevista coletiva em Illinois, durante a qual frisou que não cometeu nenhum ato indevido e que a lei estadual lhe dá poderes para nomear um novo senador.

Porém, os democratas do Senado, liderados por Harry Reid, reiteraram hoje que rejeitarão qualquer nomeação feita pelo governador, que foi detido no último dia 9 por ter tentado "vender" a cadeira que Obama ocupava como senador.

Leia mais sobre: Barack Obama

    Leia tudo sobre: barack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG