Obama aperta mão de presidente líbio; países retomaram relações há 3 anos

LAQUILA (ITÁLIA) O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apertou hoje a mão do seu colega líbio, Muammar Kadafi, num jantar oferecido pelo chefe de Estado italiano, Giorgio Napolitano, por ocasião da cúpula do G8 (os sete países mais industrializados e a Rússia), que acontece em LAquila.

EFE |


Obama cumprimentou o ditador líbio, que combinava um turbante com um traje em tons laranjas, rosados e vermelhos, enquanto ambos se preparavam para a foto de família do encontro.

Antes, o conselheiro adjunto de Segurança Nacional da Casa Branca, Denis McDonough, já tinha dito que, para Obama, não seria inconveniente nenhum saudar Kadafi.

AFP
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, apertou hoje a mão do seu colega líbio, Muammar Kadafi, num jantar oferecido pelo chefe de Estado italiano, Giorgio Napolitano, por ocasião da cúpula do G8
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, aperta a mão do
seu colega líbio, Muammar Kadafi, no G8


O chefe de Estado líbio, atual presidente da União Africana (UA), está em L'Áquila para o encontro que os líderes do G8 terão com chefes de Estado e de Governo da África.

Por conta da disposição de lugares feita pelos organizadores do jantar oferecido por Napolitano, Obama ficará sentado quatro assentos depois de Kadafi.

Líbia e EUA restabeleceram relações diplomáticas há apenas três anos, após décadas de inimizade.

Leia mais sobre G8

    Leia tudo sobre: g8itáliamuammar kadafiobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG