Obama anuncia US$8,3 bi para 1a usina nuclear dos EUA em 30 anos

Por Jeff Mason WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, anunciou nesta terça-feira 8,3 bilhões de dólares em garantias de empréstimos para a construção da primeira usina nuclear dos Estados Unidos em quase três décadas, o que pode contribuir com a aprovação de uma nova lei climática no Congresso.

Reuters |

Obama disse que seu país precisa aumentar a oferta de energia nuclear para atender às suas necessidades energéticas e combater a mudança climática.

A garantia de empréstimo será concedida à empresa Southern Co para a construção de dois reatores em uma usina no Estado da Geórgia.

"Embora não tenhamos iniciado (...) uma nova usina nuclear em 30 anos, a energia nuclear continua sendo a nossa maior fonte de combustível que não produz emissões de carbono", disse Obama após visita a um centro educativo sindical em Lanham, Maryland.

"Para atender às nossas crescentes necessidades energéticas e evitar as piores consequências da mudança climática, precisamos aumentar nossa oferta de energia nuclear. Isso é simples assim", declarou.

Obama quer que o Congresso aprove uma lei que limitaria as emissões de gases do efeito estufa e ampliaria o uso de energias renováveis, como a eólica e a solar. Ao promover a energia nuclear, o governo espera seduzir a oposição republicana.

"É um aval importante para o papel que a energia nuclear deve desempenhar na diversificação da matriz energética da nossa nação e para nos ajudar a conter as emissões de gases do efeito estufa", disse o executivo-chefe David Ratcliffe em nota.

A Southern tem um dos maiores conjuntos de usinas a carvão nos Estados Unidos, e sofreria com eventuais restrições às emissões de gases do efeito estufa.

Obama quer um sistema de restrições e comercialização de créditos, considerado essencial para o envolvimento de seu país nos esforços internacionais contra o aquecimento global.

Os republicanos, em geral, se opõem ao sistema de limites e créditos.

(Reportagem adicional de Matt Daily em Nova York)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG