Obama anuncia equipe econômica e confirma Tim Geithner como secretário do Tesouro

WASHINGTON - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira os principais nomes de sua equipe econômica e confirmou Timothy Geithner como próximo secretário do Tesouro. Nós temos que trazer as melhores mentes do país para vencermos a crise, afirmou Obama.

Redação com agências internacionais |

Obama disse que "não há um minuto a perder" na resolução da crise econômica que atinge o país e o mundo. "A crise vai ficar pior antes que a situação melhore", disse. Enquanto nomeava sua equipe econômica, Obama disse que o sistema financeiro está sob uma "tensão extraordinária" que requer "uma resposta extraordinária".

O presidente eleito pediu que o Congresso já comece a trabalhar em um novo plano de resgate econômico "agressivo" para que sua adminstração já possa trabalhar assim que tomar posse, no dia 20 de janeiro. Obama afirmou que é necessário um plano de ação para estabilizar o sistema financeiro e que injete crédito no mercado, além de criar empregos e energia limpa.


Barack Obama anuncia sua equipe econômica / AP

Secretário do Tesouro

Timothy Geithner, de 47 anos, será o secretário do Tesouro de Barack Obama, tendo como prioridade supervisionar o ambicioso plano de resgate da economia americana. "Ele vai trazer uma visão única sobre a falha dos mercados e trará as ações necessárias para consertá-lo", afirmou o democrata.

Geithner, um defensor do livre mercado e do equilíbrio orçamentário, substituirá Henry Paulson, o atual secretário do Tesouro e ex-presidente do banco americano Goldman Sachs.

Timothy Geithner é, desde 2003, o atual presidente do Federal Reserve (banco central) do Estado de Nova York. Ao lado do presidente do Federal Reserve dos EUA, Ben Bernake, ajudou na formulação do pacote de U$ 700 bilhões para socorrer as instituições afetadas pela crise econômica. Entre 2001 e 2003, ele dirigiu o Departamento de Políticas de Desenvolvimento do Fundo Monetário Internacional (FMI).


Timothy Geithner, futuro secretário do Tesouro, em foto tirada em junho de 2008

Giethner também atuou como membro permanente do Federal Open Market Commitee, órgão responsável pela política monetária dos EUA. Ele trabalhou como funcionário da Secretaria de Tesouro do País, entre 1988 e 2001, passou pelo governo de três presidentes e de cinco secretários, incluindo o de Larry Summers, que também era cotado para ocupar o posto durante a gestão de Obama.

Um dos cargos ocupado por Geithner foi o de subsecretário de assuntos internacionais, quando se envolveu com os pacotes de resgate financeiros para o México, Brasil, Indonésia, Corea e Tailândia, durante as seguidas crises de países em desenvolvimentos nos anos 1990. No governo de Clinton, Geithner era conhecido por conseguir manter uma boa relação tanto com os congressistas Democratas quanto com os Republicanos. 

Tim Geithner é graduado em Governança e Estudos de Governos Asiáticos e não é economista. Sua profunda experiência em políticas monetárias, de desenvolvimento e em assuntos de comércio internacional fez dele a melhor opção para o posto de secretário de governo de Obama.

Diretor do Conselho Econômico Nacional

O ex-Secretário do Tesouro no governo de Bill Clinton Lawrence Summers foi confirmado como diretor do Conselho Econômico Nacional.

Lawrence Summers foi secretário do Tesouro no governo de Bill Clinton, período em que foi muito elogiado por Wall Street, e reitor da Universidade de Harvard, onde se envolveu em diversas polêmicas.

Summers é um dos conselheiros econômicos de Obama, especialmente após a explosão da crise financeira , em setembro. Ganhou experiência como "bombeiro financeiro" na década de 90, quando enfrentou as crises do México, da Rússia e da Ásia.


Larry Summers já trabalhou na administração de Bill Clinton / AP

Conselho de Assessores Econômicos

Obama escolheu Christina Romer, professora da Universidade da Califórnia, Berkeley, como chefe do Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca.

O Conselho de Assessores Econômicos da Casa Branca (CEA, na sigla em inglês) é composto por três membros e faz recomendações sobre as opções de política econômica do presidente. Ao lado do diretor do Conselho Econômico Nacional, o chefe do CEA desempenha papel fundamental na elaboração das políticas de um presidente.

Leia mais sobre  Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG