Obama anuncia ajuda inicial de US$ 100 milhões ao Haiti

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta quinta-feira uma ajuda inicial de US$ 100 milhões para apoiar os esforços de assistência humanitária no Haiti, e ordenou que seu governo coloque no topo da agenda a ajuda a esse país.

iG São Paulo |

Obama, que compareceu na Casa Branca junto com o vice-presidente, Joseph Biden, e a secretária de Estado, Hillary Clinton, afirmou que a tragédia no Haiti é "devastadora", e explicou que as primeiras equipes que já chegaram a esse país caribenho estão trabalhando e controlando o aeroporto de Porto Príncipe.

Segundo fontes ligadas ao governo dos EUA, Obama pediu ainda que os ex-presidentes George W. Bush e Bill Clinton participem dos esforços de ajuda ao Haiti.

Também nesta quinta-feira, o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, anunciou que a instituição oferecerá US$ 100 milhões "de forma imediata" ao Haiti para se recuperar do terremoto da terça-feira.

Além disso, Strauss-Kahn disse que será necessário um apoio "maior" do FMI e da comunidade internacional para reconstruir a ilha.

Envio de tropas

Além do reforço financeiro, os Estados Unidos vão enviar ao Haiti até 3.500 soldados da 82ª Divisão Aerotransportada do Exército para ajudar as vitimas do terremoto e na segurança do país, disse nesta quinta-feira uma autoridade militar norte-americana.

O major Brian Fickel disse que os primeiros 100 militares da 82ª Divisão vão chegar ao Haiti nesta quinta-feira e vão preparar o local para a chegada do contingente maior.

Separadamente, o Pentágono também vai enviar um porta-aviões e três navios anfíbios, incluindo um que pode levar até 2.000 fuzileiros. Eles se unirão ao haitianos e às equipes de busca e resgate internacionais já em campo.

* Com EFE

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: barack obamahaiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG