Obama afirma que primeiro-ministro iraquiano apóia retirada de tropas dos EUA em 2010

O primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki, manifestou ao candidato à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, seu apoio a um plano de retirada de tropas norte-americanas do Iraque em 2010, segundo um comunicado divulgado pelo Senado em Washington.

AFP |

"O primeiro-ministro disse que este é um momento apropriado para dar início a um plano para reorganizar nossas tropas no Iraque, incluindo seu número e suas missões", indica o comunicado.

"Expressou sua esperança de que as forças de combate possam deixar o Iraque em 2010", indicou Obama em um comunicado conjunto emitido pelos senadores correligionários Jack Reed e Chuck Hagel, no momento em que Obama percorre o Oriente Médio e a Europa.

Obama se reuniu com Maliki e com o presidente iraquiano Jalal Talabani em Bagdá, depois de chegar para uma visita de dois dias, como parte de uma delegação legislativa.

Maliki informou a Obama sobre o progresso recente em matéria de segurança e estabilidade, ressaltou um comunicado do governo iraquiano após a reunião.

"O Iraque conseguiu superar muitas dificuldades e desafios em segurança. Conseguiu a vitória contra a Al-Qaeda e as milícias, e agora tenta obter o êxito econômico", disse Maliki a Obama segundo a declaração emitida pelo gabinete do premier.

Horas depois dessa reunião, um trator cheio de explosivos explodiu na província central de Diyala, matando sete membros de um grupo local que combate a Al-Qaeda e ferindo outros oito, informou a Polícia.

bur-jds/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG