Obama adia transferência de embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém

O presidente Barack Obama decidiu nesta sexta-feira adiar por seis meses a transferência da embaixada dos Estados Unidos de Tel Aviv para Jerusalém, devido à falta de acordo entre israelenses e palestinos sobre a cidade, informou a Casa Branca.

AFP |

Uma lei de 1955 previa a mudança, mas os sucessivos presidentes dos Estados Unidos postergaram sistematicamente sua aplicação.

Uma autoridade americana indicou que a política de seu país não mudou, e que a cidade de Jerusalém representa um assunto delicado que deve ser resolvido em um acordo de paz entre israelenses e palestinos.

Israel declarou Jerusalém como sua capital em 1950, conquistando e em seguida anexando sua parte oriental na guerra de 1967. Hoje, considera toda a cidade como sua "capital eterna e indivisível".

A comunidade internacional não reconhece a anexação do israelense setor oriental da cidade, que os palestinos desejam transformar na capital de seu futuro Estado.

Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU declara "nula e sem valor" a inscrição de Jerusalém, incluindo a parte oriental, como capital israelense.

As representações diplomáticas estrangeiras em Israel ficam em Tel-Aviv.

lal/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG