WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, estipulará na sexta-feira uma data para a retirada de todas as tropas de combate norte-americanas do Iraque, uma medida crucial para encerrar a guerra que já dura seis anos.

Confira alguns detalhes do plano que, segundo autoridades do governo norte-americano, será anunciado por Obama em um discurso em Camp Lejeune, uma base da marinha na Carolina do Norte.

* A missão norte-americana de combate no Iraque vai acabar no dia 31 de agosto de 2010, mas ainda vão permanecer no país de 30 mil a 50 mil militares, para treinar e equipar as forças iraquianas e proteger as equipes de reconstrução provincial, projetos internacionais e a equipe diplomática.

* Uma parte deste grupo, de tamanho não especificado, vai conduzir operações antiterrorismo por conta própria e em conjunto com as forças de segurança do Iraque.

* Os Estados Unidos assinaram um pacto de segurança com o Iraque, estabelecendo que o dia 31 de dezembro de 2011 é o prazo final para a retirada de todos os militares. Obama diz que continua sendo do interesse dos Estados Unidos reduzir o número de tropas a "zero" até esta data.

*As autoridades disseram que o período de 19 meses estabelecido para a retirada total foi decidido depois de consultas com líderes militares norte-americanos e com o principal general dos Estados Unidos no Iraque, Raymond Odierno, que quer garantir que terá tropas suficientes para as eleições, que acontecem em dezembro, e para outros eventos importantes em 2009 e 2010.

*A retirada deverá ser acompanhada de um grande esforço diplomático que envolverá potências regionais, embora as autoridades não mencionem especificamente o vizinho Irã. Líderes iraquianos serão estimulados a lidar com questões políticas que têm o potencial de reacender as disputas civis.

Leia mais sobre Iraque

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.