O furacão Dolly sobe para a categoria 2

O furacão Dolly, que se aproxima do litoral na fronteira entre o México e o Estados Unidos, passou para categoria dois, ganhando força ao se aproximar da terra, anunciou nesta quarta-feira o Centro Nacional de Furacões (NHC).

AFP |

Passando de tempestade tropical para furacão de categoria 1, na escala Saffir-Simpson (1 a 5), na noite de terça, Dolly ganhou força ao chegar ao Golfo do México nesta, com rajadas de 120 km/h.

Dolly é o segundo furacão da atual temporada.

Um comunicado de alerta foi emitido na costa do Texas e no litoral nordeste do México até a fronteira entre os dois países.

Ambas as regiões podem receber de 150mm a 250mm de precipitações nos próximos dias. Algumas áreas podem sofrer com chuvas ainda mais fortes e um acúmulo de até 400mm, assim como fortes ondas e marés no ponto de impacto do furacão.

Dolly também poderá produzir tornados no sul e no centro do Texas.

"Os preparativos para proteger a vida e as propriedades devem ser, rapidamente, concluídos", advertiram os especialistas de previsão meteorológica do NHC.

Pelo menos um quarto das instalações petroleiras americanas se concentra no Golfo do México, de acordo com o governo americano.

Por precaução, a companhia anglo-holandesa Shell já evacuou 185 pessoas da área. ExxonMobil e Chevron também retiraram seu pessoal "não-essencial" das instalações situadas ao longo do trajeto de Dolly.

A Marinha americana decidiu, por sua vez, deslocar mais de 100 aviões de suas bases de Corpus Christi, Dallas, Midland e San Angelo, no Texas, e de Las Cruces, no Novo México (sudoeste), anunciou o porta-voz Tamsen Reese, acrescentando que os demais aparelhos serão guardados em hangares.

chv/tt/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG