roubo do século 20 - Mundo - iG" /

O assalto ao trem pagador Glasgow-Londres ou o roubo do século 20

Em apenas 28 minutos, Ronald Biggs e seus 14 cúmplices realizaram em 1963 o assalto ao trem pagador Glasgow-Londres, que passou para a história como o roubo do século 20.

AFP |

Em 8 de agosto de 1963, às 3h, o trem postal que transportava 2,6 milhões de libras esterlinas, uma verdadeira fortuna na época, parou no meio do campo, em Cheddington, 60 km a nordeste de Londres.

O maquinista observou um sinal vermelho pouco habitual perto de uma ponte e deteve o comboio. Desceu do trem para chamar a estaçao vizinha e pedir explicações.

Dois homens encapuzados o detiveram e e o levaram de volta para a locomotiva, onde seu colega estava desmaiado depois ter sido golpeado pelos ladrões. Foi o único ferido deste rocambolesco assalto, durante o qual não foi realizado um único disparo. O maquinista jamais voltou ao trabalho e se recuperou totalmente do trauma. Morreu em 1970 devido a um câncer.

Amarrados, os dois maquinistas presenciaram impotentes o roubo das 17 sacas de dinheiro, que foram carregadas num caminhão estacionado ao lado da ferrovia.

Os assaltantes escaparam sem deixar rastro. Seu único erro foi deixar impressões digitais na grama, onde se reuniram para repartir o butim. O grupo era integrado por vários membros, entre eles um piloto de corrida automobilística, um advogado e um florista.

Quase todos foram detidos em menos de seis meses. Os últimos, entre 1966 e 1968. Julgados a partir de 1964, foram condenados a penas entre três e 30 anos de prisão.

Ronald 'Ronnie' Biggs conseguiu fugir e viveu durante mais de 30 anos no Rio de Janeiro, antes de se entregar voluntariamente às autoridades britânicas em 2001.

Outro membro do bando, Charles Wilson, fugiu em agosto de 1965, mas foi preso anos mais tarde no Canadá. Do total roubado, a polícia só recuperou 350.000 libras.

    Leia tudo sobre: ronald biggs

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG