Vitamina B não é um repelente de mosquitos, afirma estudo

A afirmação: vitamina B pode espantar mosquitos. Os fatos: algumas pessoas atraem mais os insetos do que outras; isso é conhecido de vários estudos.

The New York Times |

Mas a internet é cheia de anúncios para pílulas e suplementos que teoricamente mantêm os insetos longe de imãs ambulantes de mosquitos. Uma afirmação muito persuasiva é de que tomar a vitamina B, ou usar adesivos e outros produtos que a contém, pode ajudar. Estudos datados de 1960 sugerem que tomar pequenas doses do suplemento três vezes por dia durante a temporada de insetos ajudam a produzir um odor na pele que os mosquitos acham repulsivo.

Mas estudos mais recentes mostraram que a afirmação pode ser um mito. Em um estudo publicado em 2005, no Jornal da Associação Americana de Controle de Mosquitos, cientistas fizeram com que um grupo de voluntários tomasse suplementos de vitamina B durante oito semanas, enquanto uma segunda equipe tomava vitamina C e uma terceira não tomava nada.

Uma vez a cada duas semanas, os cientistas usavam enxames de insetos para examinar se os suplementos tinham algum efeito. Apesar da atratividade de cada pessoa ao mosquito variar consideravelmente, no geral não houve provas que a vitamina B fazia qualquer coisa para ajudar.

Outro estudo feito por cientistas no Brasil testaram administrando gotas de vitamina B para animais expondo-os às mosquitos fêmeas (são as únicas que picam). Eles não encontraram diferença na atratividade entre o grupo da vitamina B e os grupos de controle.

Conclusão: estudos sugerem que a vitamina B não é um repelente eficiente.

- Anahad O´Connor

    Leia tudo sobre: insetosrepelentevitamina b

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG