Vacina contra gripe suína pode levar meses, dizem especialistas

Oficiais federais disseram que demoraria até janeiro ou fim de novembro, no máximo, para fazer vacinas suficientes que protejam todos os americanos de uma possível epidemia de gripe suína.

The New York Times |

NYT

Trabalhador da Vaxnnlate, laboratório em busca da
vacina
contra a gripe suína, em Nova Jersey

E quanto países além dos Estados Unidos e alguns poucos que também produzem vacinas, alguns especialistas dizem que poderia levar anos para produzir vacinas suficientes contra a gripe para satisfazer uma demanda global.

Embora a produção seja muito mais rápida do que era há alguns anos, ainda não seria a tempo de evitar a morte e a doença se o vírus começasse a se espalhar amplamente e se tornasse mais virulento, disseram especialistas.

Nos Estados Unidos, o maior problema é que apesar de anos de esforços, o país ainda conta com tecnologias de mais de meio século para produzir vacinas contra a gripe.

Autoridades federais gastaram anos ou mais do que bilhões de dólares tentando tornar a produção de vacinas em um método mais rápido e confiável ¿ um que envolve o desenvolvimento de novas abordagens que devem permitir a produção de grandes volumes de vacina em uma questão de semanas.

Mas a produção baseada em células não exatamente pronta e algumas novas técnicas não foram verificadas o suficiente para satisfazer muitos especialistas. Aquelas são ótimas tecnologias, mas não vão acontecer a tempo, disse Dr. Greg Poland, chefe do programa de pesquisa de vacina na Mayo Clinic.

Oficiais federais não decidiram ainda se a gripe suína é realmente uma ameaça para que se garanta a produção de vacinas. Mas estão tomando as primeiras medidas.

Um problema em potencial é que a produção de vacina para a gripe suína interfira na produção de vacina para gripe sazonal para o próximo inverno.

Provavelmente teríamos que nos comprometermos, disse Andrin Oswald, chefe-executivo da divisão de vacinas na empresa farmacêutica Novartis, em uma entrevista.

Possibilidade

Mas Robin Robinson, que dirige o programa de pesquisa de preparação para emergências para o Departamento de Saúde e Serviços Humanos federal, disse que a maioria dos fabricantes teria terminado de produzir o volume de vacinas sazonais até junho.

Se a produção de vacinas contra a gripe suína começasse logo após a sazonal, as primeiras 50 a 80 milhões de doses estariam disponíveis até setembro, disse Robinson.

Um total de 600 milhões de doses, o suficiente para fornecer duas vacinas para cada americano, estaria pronto até janeiro. Se estimulantes de imunidade chamados auxiliares fossem adicionados à vacina, isso poderia reduzir a dosagem necessária para cada pessoa, permitindo que as doses ficassem prontas até o final de novembro, disse.

Mudanças

A indústria de vacina está em uma posição muito mais forte para reagir agora do que há cinco anos, quando os Estados Unidos tinham apenas dois fornecedores de vacinas contra a gripe e foi golpeado por uma grande carência.

Agora há cinco fornecedores para o mercado doméstico. E a indústria da vacina, antes um complemento da indústria farmacêutica, está atraindo novos investimentos, atraídos pelos subsídios e preços mais altos pelas vacinas.

Ainda assim, um estudo feito com a Organização Mundial de Saúde e a Federação Internacional de Fabricantes Farmacêuticos e Associados estimaram que provavelmente levaria quatro anos para satisfazer uma demanda global por vacinas que protejam contra a gripe aviária, que preocupou as autoridades de saúde nos últimos anos.

Projeções similares devem se aplicar para a vacina contra a gripe suína, disse alguns especialistas.

O ponto principal é que não haverá vacinas o suficiente, rápido o suficiente, e as vacinas irão, em sua maioria, para países que já produzem vacina porque eles restringirão as exportações durante uma pandemia, disse Dr. David Fedson, especialista independente na preparação para pandemias.


Por ANDREW POLLACK


Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG