Universidades recebem calouros com iPhones e iPods

Em uma atitude que alguns professores podem achar pouco produtiva, algumas universidades estão distribuindo iPhones e iPods com acesso à internet a seus estudantes.

The New York Times |

Os aparelhos, sempre conectados, geram novas possibilidades, como rastrear o local de congregação dos estudantes. Com menos controvérsia, as universidades poderiam enviar mensagens sobre aulas canceladas, ônibus atrasados, crises no campus ou simplesmente o menu da lanchonete.

Ainda que as universidades ressaltem a utilidade dos aparelhos (pesquisa on line durante as aulas e votação instantânea entre os alunos, por exemplo) grande parte da atração, sem dúvida, é que o iPhone é bacana e um sucesso entre os estudantes. Usar a aura de modernidade de um produto pode fazer uma universidade parecer moderna.

Estudantes e consumidores

A Apple também deve ganhar nesse jogo, conquistando mais consumidores jovens pelas próximas décadas de compras de tecnologia diante deles. Os únicos e solitários perdedores serão os professores.

Os estudantes já têm laptops e celulares, mas os aparelhos novos podem levar a distração da aula a um novo nível. Eles podem praticamente implorar a um usuário que ignore o sofrido professor que tenta passar seu conhecimento acumulado diante da sala - uma perspectiva que os professores acham absurda e os alunos acreditam ser inevitável.

"Quando se torna um pouco entediante, eu posso usá-los", reconheceu Naomi J. Pugh, caloura da Universidade Freed-Hardeman em Henderson, Tennessee, se referindo a seu novo iPod Touch, que pode entrar na internet através da rede sem fio do campus. Ela especula que os professores podem ter que tentar fazer suas aulas mais interessantes caso tenha que competir com os aparelhos.

Nova era na educação

Especialistas vêem uma mudança a caminho no uso de aparelhos móveis na educação, apesar de acreditarem que ainda vivemos o início dessa nova era enquanto tentamos nos relacionar com as tecnologias úteis. A distribuição de aparelhos portáteis deve alimentar debates sobre o papel da tecnologia na educação.

"Nós achamos que esse é o jeito que será no futuro", disse Kyle Dickson, co-diretora de pesquisa e aprendizado na Universidade Cristã Abilene no Texas, que comprou mais de 600 iPhones e 300 iPods para estudantes que chegarão ao campus neste outono.

Ainda que muitos estudantes levem seus laptops para as aulas, eles não os usam em qualquer lugar e iriam preferir algo mais leve. A Universidade Cristã Abilene optou por esses aparelhos depois de pesquisar entre os estudantes e descobrir que não gostavam da andar por aí com seus laptops, mas que sempre levavam o celular consigo, disse Dickson.

A Universidade de Maryland, Universidade Cristã de Oklahoma, Cristã Abilene e Freed-Hardeman anunciaram que irão distribuir os aparelhos para seus calouros no início das aulas deste ano.

Por JONATHAN D. GLATER

Leia mais sobre iPod - iPhone

Veja támbém Tecnologia

    Leia tudo sobre: iphoneipod

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG