Turquia luta para acomodar refugiados da Síria

Estima-se que mais de 10 mil refugiados fugiram da repressão militar, com mais de 8 mil chegando a acampamentos na Turquia

The New York Times |

Havia urgência por tendas e suprimentos enquanto fortes chuvas caíam sobre a região de fronteira onde milhares buscaram refúgio. As autoridades turcas se apressaram para abrir outros três acampamentos para aqueles que fugiram da repressão do governo sírio, que bombardeou aldeias e queimou plantações na tentativa de acabar com uma insurreição armada.

Estima-se que mais de 10 mil refugiados fugiram da repressão militar, com 8.538 chegando a acampamentos estabelecidos na Turquia, deixando outros em busca de abrigo em campos abertos, alguns do lado da fronteira turco, outros ainda na Síria, disseram testemunhas.

New York Times
Refugiados sírios são vistos em acampamento em Khirbet al-Jouz, ao longo da fronteira entre Síria e Turquia (10/06/2011)
Mulheres nos acampamentos exigiam remédios e água para as crianças, enquanto as pessoas na cidade turca de Hatay relatavam histórias de mulheres que deram à luz nos campos da região. Mas o sentimento geral entre os refugiados era o de alívio por haver escapado – e medo por aqueles que deixaram para trás.

Um homem que se identificou apenas como Edib, com medo de ser identificado pela vigilância da Síria, disse: "Ouvi tiros. As coisas estão ficando ruins lá do outro lado da fronteira. As pessoas falam sobre os militares dispararem contra qualquer um que consideram uma ameaça.”

A crise de refugiados da Síria aumentou dias atrás, quando ficou claro que o governo pretendia tomar de assalto a cidade de Jisr al-Shoughour, onde oficiais disseram que "bandos armados" mataram 120 soldados e policiais .

No domingo à noite, quando os militares retomaram a cidade , a maioria dos moradores fugiu, segundo testemunhas, alguns para outras comunidades da Síria, e milhares em direção à fronteira com a Turquia, a apenas 12 quilômetros de distância.

O número de tendas brancas tem aumentado diariamente, conforme oficiais turcos tentam acomodar o êxodo. Mas nem todos chegam às barracas.

Hakan, um residente turco que ajudou a levar mantimentos doados pelos moradores de vilas da região para aqueles que estão vivendo fora dos acampamentos, disse que viu centenas de carros civis dirigindo em direção à fronteira, onde segundo ele há cerca de 10 mil acampados apenas com mantimentos mínimos.

"Já cruzei dez vezes para o outro lado, mas nunca é suficiente uma vez vez que mais pessoas chegam ao local, especialmente crianças, temendo por suas vidas", disse.

Embora a Organização das Nações Unidas tenha pedido à Síria que garanta o retorno seguro dos refugiados, essa perspectiva parece improvável no futuro próximo.

Forças militares sírias estão patrulhando o entorno de Zaini, a cerca de 3,5 quilômetros da fronteira turca, e tiros podem ser ouvidos por trás dos montes, disse um sírio que buscou refúgio na região de fronteira na segunda-feira.

*Por Sebnem Arsu

    Leia tudo sobre: síriamundo árabeprotestosBashar al-Assadturquia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG