Teste procura 'talentos' para hotel no Harlem

Entrevista de empregos para novo empreedimento em Nova York se assemelha a 'show de calouros'

The New York Times |

A cena se passou na Rua 125, em Nova York, na quarta-feira, mas não se tratava de nenhum programa como o "Showtime at the Apollo".

O bairro do Harlem está prestes a inaugurar seu primeiro novo hotel em décadas e cerca de 75 candidatos com a esperança de conseguir um emprego no local se reuniram em um palco no Teatro Apollo.

Eles usavam coroas de flores e cantavam músicas de Michael Jackson quando se apresentavam usando apelidos como "Maravilhoso Ashton" e "Pati Fenomenal". Tratado como uma entrevista de emprego para preencher cerca de 25 posições no Aloft, que será inaugurado em agosto com 124 quartos, o evento buscava parecer mais como um teste de palco do que uma entrevista tradicional.

O hotel - parte de uma rede de rápido crescimento orientada para jovens e coordenada pela rede de hotéis W - tem uma atitude ousada, disse Aleks Truglio, diretor de vendas e marketing. Ele também tem sua própria linguagem, referindo-se aos seus empregados como "talentos".

"Nós estamos procurando por pessoas que sejam ousadas, interessantes, extrovertidas - pessoas que gostem de trabalhar com outras pessoas e que gostem de contato humano", Truglio disse, acrescentando que o balcão de check-in do hotel, onde os hóspedes serão recebidos com "aloha "ao invés de "olá ", é redondo para que as pessoas sintam-se bem-vindas de todos os ângulos.

O edifício de 12 andares, que ainda está em construção e terá 44 apartamentos de condomínio nos últimos seis andares, deverá fornecer um impulso econômico para o Harlem, onde os esforços de reconstrução, incluindo novas moradias e restaurantes de luxo, parecem estar acelerando novamente após uma pausa por causa da recessão.

Neste mês, um grupo de investidores liderado pelo ex-jogador da NFL Emmitt Smith, foi aprovado para o financiamento com isenção fiscal de um projeto que poderia trazer um hotel Hyatt e uma loja Whole Foods ao bairro.

Knuckles elogiou o Aloft, que planeja abrir um segundo hotel no Brooklyn no outono, por trabalhar com o Centro de Carreiras do Harlem para ajudar a selecionar candidatos do bairro.

O centro, supervisionada pelo Departamento de Serviços para Pequenos Negócios, separou uma lista de cerca de 500 candidatos dos quais um pequeno grupo foi convidado para a seleção no Apollo, um processo de entrevista que era em parte um show de calouros.

Daniel Fevre, gerente geral do hotel, disse que criou esta abordagem porque queria uma atmosfera na qual poderia facilmente ver quais candidatos têm a personalidade e a verve para trabalhar como porteiro ou camareira.

"Eu posso ensiná-lo a arrumar uma cama", disse Fevre. "Eu não posso ensiná-lo a sorrir e ser simpático e cuidar dos meus clientes".

* Por Diane Cardwell

    Leia tudo sobre: HotelTurismoHarlemNova YorkEstados Unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG