Ser canhoto aumenta o risco de ter enxaquecas?

A afirmação: ser canhoto aumenta a chance de ter enxaqueca.

The New York Times |

Já sobrecarregados com os pequenos contratempos que surgem por viver em um mundo feito para destros, seu destino na vida parecia ter piorado consideravelmente nos anos 80, quando um estudo argumentou que canhotos tinham muito mais probabilidades de ter dores de cabeça crônicas ¿ e doenças imunológicas ¿ do que os destros. A razão, pelo que foi teorizado, tinha algo a ver com desenvolvimento fetal do cérebro, apesar de não ter sido dada nenhuma explicação.

Mas uma série de evidências sugere que as descobertas sobre enxaquecas, apesar de intrigante, era mais estatística do que fato. Um estudo mais extensivo publicado em março por cientistas alemães examinou um grupo de 100 pacientes que receberam diagnóstico de enxaqueca baseado em padrões estabelecidos pela Sociedade Internacional da Dor de Cabeça. Depois de não encontrarem ligações entre uso da mão e enxaqueca, os cientistas uniram dados de outros cinco estudos e conduziram uma meta-análise. Ainda assim, não havia provas de uma relação ¿ uma conclusão que vários estudos similares chegaram.

Várias pesquisas também examinaram se havia alguma relação entre ser canhoto e o aumento do risco de doenças imunológicas. As descobertas não foram conclusivas. Estudiosos argumentam que a exposição do feto a altos níveis de testosterona podem ser responsáveis, e eles apontam que usar a mão esquerda é mais comum em homens do que mulheres. Críticos dizem que é necessário mais pesquisa.

Conclusão: a maioria dos estudos concluiu que ser canhoto não aumenta o risco de dores de cabeça.

- Anahad O´ Connor

    Leia tudo sobre: canhotoenxaqueca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG