São Francisco quer facilitar busca por vagas para carros nas ruas

Cidade da Califórnia instala sensores que cobram por hora e muda preço de vagas em estacionamentos mais procurados

The New York Times |

A busca alucinante por uma vaga para estacionamento na rua não é apenas uma atribulação para os motoristas, mas um problema para as cidades.

Ônibus: Cortes no transporte público ampliam espera de passageiros na Califórnia

Cerca de um terço do tráfego em algumas áreas pode ser atribuído a motoristas circulando em busca de vagas. A tradição cansativa tem um custo a curto prazo em perda de tempo, ar poluído e, quando os motoristas se desesperam, carros estacionados em mão dupla que obstruem o tráfego ainda mais.

NYT
Sensor de estacionamento na área de North Beach, em São Francisco
Mas São Francisco está tentando encurtar a caça com um experimento que visa garantir que haja sempre pelo menos uma vaga de estacionamento vazio disponível em cada quarteirão.

O programa, que usa uma nova tecnologia e a lei da oferta e da procura, aumenta o preço do estacionamento em quarteirões mais populosos da cidade e o diminui naqueles mais vazios. Enquanto os novos preços ainda estão sendo gradualmente implementados - os locais mais caros agora custam US$ 4,50 a hora, mas podem chegar a US$ 6 - dados preliminares sugerem que a mudança pode ter um efeito positivo em algumas áreas.

O programa está sendo observado de perto por cidades de todo o país.

Com a ajuda de um subsídio federal, São Francisco instalou novos sensores de estacionamento e medidores em cerca de um quarto dos 26,8 mil pontos medidos da cidade. Eles controlam quando e onde os carros estacionaram. Os preços começaram a mudar no verão passado.

Sinais

É muito cedo para dizer se o programa está funcionando, mas uma análise dos dados de estacionamento da cidade encontrou sinais de que as novas taxas estão tendo o efeito desejado em algumas áreas.

Embora apenas um terço dos quarteirões do programa tenha atingido suas taxas de ocupação mensal desde o início do programa, a análise mostrou que três entre quatro quarteirões bateram suas metas ou se aproximaram dela. O programa é um pouco mais bem sucedido nos dias de semana.

Bicicletas: Na capital da Dinamarca, ciclistas e pedestres disputam espaço

Jay Primus, que gerencia o programa para a Agência Municipal de Transportes de São Francisco, disse que o experimento foi uma ruptura com o passado porque a cidade agora está tentando usar a sua política de estacionamento para reduzir o tráfego e a poluição e facilitar o estacionamento na rua.

"Estamos contando com o fato de que as pessoas são especialistas quando se trata de estacionamento", disse. "Nós só precisamos de algumas pessoas para ver que quando há uma diferença de preço elas optam por estacionar em um local diferente e isso abre alguns espaços aqui e ali."

*Por Michael Cooper e Jo Craven McGinty

    Leia tudo sobre: são franciscoeuaestacionamentocarrosvaga

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG