Rixa entre Murdoch e Berlusconi acontece na mídia

Quando Rupert Murdoch e Silvio Berlusconi se confrontam, não há surpresa de que a disputa vai além de múltiplas plataformas. Na Itália, Berlusconi, o primeiro-ministro, usou uma entrevista em um de seus canais de televisão para acusar Murdoch de fazer um ataque pessoal por meio de um jornal da News Corp, seu império midiático global.

The New York Times |

Os artigos e editoriais do The Times of London sobre o assunto examinaram a relação entre Berlusconi, 72, e a modelo de 18 anos, Noemi Letizia. Murdoch, em uma aparição em um canal de televisão de Nova York, propriedade da News Corp., descontou as afirmações de Berlusconi sobre os ataques pessoais, chamando-os de sem sentido e dizendo que outros jornais, que não são de sua companhia, foram muito mais críticos.

Nesse nível, a disputa parece ser mais ridícula do que travessuras em um espetáculo de variedade. Mas por outro lado, a rivalidade entre os homens é séria e está aumentando.

Berlusconi está com medo do que Murdoch poderia fazer na Itália, disse Fabrizio Perretti, professor da Universidade Bocconi, em Milão, que estuda a indústria de mídia italiana. E é por isso que ele acusou Murdoch, mesmo que ele não seja culpado.

A News Corp. é dona da Sky Italia, uma transmissora via satélite que domina o mercado de televisão paga na Itália, desde que a companhia foi criada em 2003. A companhia de seguros da família de Berlusconi, Fininvest, está tentando desafiar o domínio da Sky na TV paga. Embora a TV de Murdoch tenha uma posição forte ¿ com mais de 4,7 milhões de assinantes, atinge cerca de um quarto das famílias italianas -, analistas de mídia dizem que mudanças no mercado nacional poderiam criar uma abertura para a Mediaset, companhia controlada pela Fininvest.

A competição irá alcançar um novo nível de intensidade na segunda metade deste ano, disse Tim Westcott, analista da Screen Digest em Londres.

A televisão italiana é pouco comum porque, na verdade, o país não tem serviço à cabo e serviços de notícia que mandem programação pela banda larga das conexões de internet ¿ uma tecnologia que está crescendo rapidamente em outros lugares da Europa ¿ estão muito lentas em se popularizar.

Não muito tempo depois que a Sky Italia foi criada, a Mediaset começou o serviço de TV paga usando sinais codificados transmitidos digitalmente, ao invés das ondas convencionais. Com aparelhos tecnológicos e cartões preparados, como aqueles que muitos italianos usam para pagar por serviços de telefonia celular, telespectadores podem receber os sinais, que incluem transmissões das principais partidas de futebol.

Esses clientes geralmente pagam muito menos do que os assinantes da Sky. E a Mediaset ainda gera a maior parte de sua receita televisiva de anúncios em seus canais abertos. Mas com o declínio da propaganda, ela cobiça a alta receita fixa fornecida pelos clientes da televisão paga. Além disso, ela está tentando impulsionar a conversão de seus 2,9 milhões de detentores de cartão em assinantes de longo período e a atrair novos clientes.

Em meio à mudança da televisão italiana para sinais digitais, analistas dizem que poder ser mais fácil para a Mediaset converter seus espectadores em clientes pagos, porque eles já terão a tecnologia necessária, enquanto o serviço da Sky exigirá a instalação de uma antena para o satélite.

Mas a Sky não está esperando sentada. Assim como em outros mercados, como o da Grã-Bretanha, onde a companhia detém de forma bem-sucedida os negócios de televisão à cabo, a Sky está fazendo uma grande aposta em seu conteúdo em um esforço para manter seu domínio.

Berlusconi traçou o agravamento da rixa com Murdoch em uma decisão tomada, em dezembro, pelo governo para dobrar o valor dos impostos tradicionais cobrados à Sky para 20%.

Eu não quero ser desagradável, mas, infelizmente, com o episódio do aumento do da taxa de valor agregado, houve um colapso nas relações com o grupo Sky e com o grupo de Murdoch, que vem publicando uma série de artigos críticos me atacando, disse Berlusconi em uma entrevista ao canal 5 da Mediaset. Ele parecia estar se referindo aos artigos e editoriais do The Times, um dos quais tinha como título Cai a máscara do palhaço.

Murdoch reagiu na semana passada, em uma entrevista na Fox Business Network. Eu não controlo o que o editor do The Times diz em Londres ou os economistas que o atacam, dizendo que foi uma desgraça tê-lo como primeiro-ministro pelos últimos cinco anos, disse.

Talvez, o fato mais surpreendente seja que a rixa tenha demorado tanto tempo para avançar, dado os interesses sobrepostos e a personalidade de se achar superior de ambos.

Nos anos 1990, entre o primeiro e o segundo mandato de Berlusconi como primeiro-ministro ¿ ele atualmente está em seu terceiro mandato -, foi amplamente noticiado que ele discutiu sobre a venda da Mediaset para Murdoch, porque as duas partes não concordavam com o preço. A criação da Sky Italia, por meio da fusão de duas companhias via satélite, ocorreu durante o segundo mandato de Berlusconi.

Outros países europeus acharam difícil sustentar mais de uma grande operadora de TV paga, resultando em uma onda de consolidação. Em meio ao acirramento da competição na Itália, analistas dizem que as tensões entre Murdoch e Berlusconi não devem durar.

Nos últimos próximos anos, a Itália será um mercado de televisão muito interessante, tanto por razões econômicas quanto políticas, disse Augusto Preta, gerente geral de Consultoria ITMedia em Roma.


Por ERIC PFANNER



Leia mais sobre Berlusconi

    Leia tudo sobre: berlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG