Republicano Gingrich prepara candidatura a 2012 com mulher em papel central

Críticos classificam Gingrich de hipócrita por pedir impeachment de Clinton por infidelidade enquanto mantinha caso com assessora

The New York Times |

The New York Times
Newt Gingrich em discurso ao lado da mulher, Callista, em Washington (29/4/2011)
As amigas de Callista Bisek de uma região rural do Estado de Wisconsin ficaram surpresas quando, há mais de uma década, ela confessou que estava secretamente namorando um homem mais velho e casado: Newt Gingrich.

Ainda na casa dos 20 anos de idade quando eles se conheceram, Callista havia sido criada em uma cidade de 1,5 mil habitantes como a filha única de um dono de frigorífico e uma secretária. Católica e frequentadora da igreja, ela cursou uma escola luterana, onde praticava piano cinco horas por dia.

"Será que esse é o melhor caminho para você?", Karen Olson, sua melhor amiga, lembra de ter perguntado.

Hoje, ela é a senhora Gingrich, casada há 11 anos, mas talvez ainda seja mais lembrada pelo caso de seis anos que contribuiu para a ruína política de seu marido.

Os críticos retrataram Gingrich, o ex-presidente da Câmara, como um hipócrita que tentou o impeachment do presidente Bill Clinton por sua infidelidade enquanto mantinha um caso com Callista, que era assessora no Congresso.

No entanto, em um conto curioso de reinvenção de Washington, o homem que já foi deputado da Geórgia está contando com a terceira sra. Gingrich para conquistar a sua redenção política.

Enquanto se prepara para uma disputa presidencial primária republicana – ele disse na segunda-feira que irá declarar formalmente suas intenções nesta quarta-feira – Gingrich apresenta-se como um homem de família que tem abraçado o catolicismo e encontrou Deus, com sua esposa como uma espécie de testemunha de caráter.

Dependendo do ponto de vista, Callista Gingrich é um lembrete de seu passado complicado, ou sua arma secreta política. A cada frase Gingrich pronuncia as palavras "Callista e Eu”. Eles estão constantemente juntos – no Encontro Nacional para Católicos em Washington, em conferências políticas conservadoras, em sessões de autógrafos e exibição de seus filmes documentários.

Ela é a voz de seus livros de áudio, seu rosto está todo em seu website para 2012, onde os visitantes podem ler: "Uma nota de Newt e Callista".

Gingrich está ciente de que os conservadores são céticos, pois ele não enfatizou seus problemas no Congresso, mas também por causa de sua história conjugal. Ele se reuniu com líderes religiosos de todo o país para tratar de suas preocupações. "Eles dizem que gostariam de ter se conhecido em um momento diferente em suas vidas e em circunstâncias diferentes", disse Jackie Cottrell, um amigo que trabalhou com Callista Gingrich como membro da equipe do Capitólio. "Mas é importante notar que uniram sua família de maneira amorosa”.

The New York Times
Callista e Newt Gingrich (D) antes de sessão do filme A City Upon A Hill, em Washington
*Por Sheryl Gay Stolberg

    Leia tudo sobre: euaeleições newt gingrich

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG