Recessão complica relação de amor e dinheiro entre casais

Como muitos casais recentemente, Jennifer e Brian Bernard sofrem para pagar as contas (e como muitos, eles aprenderam que isso pode causar tensões em casa). Eles também aprenderam uma lição que os especialistas dizem que todos os casais deveriam aprender em tempos difíceis: problemas de dinheiro, quando usados corretamente, podem fortalecer qualquer relacionamento.

The New York Times |

Ontem nós tivemos uma conversa muito séria", disse Brian. "Eu tive que manter minha boca fechada e ouvir minha mulher e entender o que ela está sentindo, apesar do meu cérebro protestar lá no fundo".

Mesmo em bons tempos, os casais brigam por causa de dinheiro. Um estudo de 2006 realizado pela revista Money descobriu que 84% das pessoas disseram que o dinheiro cria tensão no casamento e que 15% brigaram por causa do dinheiro muitas vezes ao mês.

A solução para passar pelos momentos difíceis é a atitude, disse Scott Stanley, professor de psicologia da Universidade de Denver que juntamente com seu colega Howard Markham conduziu uma pesquisa de longo prazo com 1,500 casais comprometidos.

"Nós temos muita dificuldade em pagar por tudo, mas somos um time trabalhando juntos", ele disse. "Você provavelmente se irrita, mas um apoia o outro".

No caso do casal Bernard, que está casado há oito anos, Brian está desempregado mas tentando começar um negócio como promotor de energia limpa. Mas não há renda disso, o que preocupa Jennifer. Para apoiá-lo, ela geralmente mantém seus temores para si mesma. Mas então, disse Brian, isso se torna uma "tensão enorme na casa".

Finalmente, ela falou.

"Foi difícil para ele ouvir", ela disse. "Eu tive que ser honesta e respeitosa".

Isso os aproximou.

Os problemas com dinheiro ainda não foram solucionados, mas a conversa os aproximou.

"Esta manhã, apenas pelo jeito como ela me tocou e me beijou eu senti tudo diferente", ele disse. "Voltei a me sentir como uma pessoa real".

Conselhos para lidar com a crise monetária:

  • Não deixe que acontecimentos com o dinheiro se tornem problemas com o dinheiro.


"Apenas porque a conta do Visa chegou hoje e está mais alta do que se esperava não significa que o momento em que você abri-la será o melhor para lidar com ela", disse o pesquisador marital Scott Stanley.

  • Ao invés disso, escolha um momento específico na semana para falar sobre dinheiro.


"Se você deixar isso acontecer a qualquer momento não apenas sentirá que está fora de controle", mas isso significará que não há jeito do casal relaxar quando estiver lado a lado", ele disse.

  • Planeje que o encontro semanal para o debate sobre dinheiro dure uma hora. Não fale apenas de problemas imediatos, mas também discuta objetivos e sonhos futuros.


"Não se pode criar fundamentos e pensar que se pode continuar como está e que tudo ficará bem", disse Kim McGrigg do Aconselhamento de Crédito ao Consumidor de Denver. "A mudança nas circunstâncias exigem o planejamento financeiro. A vida acontece. As pessoas ficam doentes, perdem seus empregos e erram. Tudo isso pode ser contornado se vocês continuarem a se comunicar e forem flexíveis".

  • Ouça


"O problema real é comunicação", disse Gary Nickelson, presidente da Academia Americana de Advogados Matrimoniais. "Algumas pessoas dizem, 'Não há porque jogar golf esta semana' ou 'Você não deveria fazer as unhas'. É aqui que as pessoas precisam ouvir".

  • Tenha compaixão


"Trabalhe em conjunto para desenvolver uma forma de apoiar um ao outro emocionalmente", disse Stanley. "Não pode ser apenas ouvir ou abraçar". Descubra o que funciona para seu parceiro, "então mude um pouco e vocês estarão lá um para o outro quando a vida estiver difícil".


Por COLLEEN O'CONNOR

Leia mais sobre crise financeira

    Leia tudo sobre: crise

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG