Qual o futuro da China depois dos Jogos Olímpicos?

PEQUIM - A elaborada cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Pequim no domingo também finalizou uma década em que o Partido Comunista fez da Olimpíada um princípio organizacional da vida nacional. Quase nada ultrapassou a Olimpíada como prioridade política na China.

The New York Times |

Para os líderes chineses, o esforço valeu a pena. Os jogos foram vistos como um sucesso sem comparação pela maioria dos chineses - um número recorde de medalhas inspirou alegria nacional e Pequim impressionou os visitantes estrangeiros com sua hospitalidade e eficiência.

Mas agora, uma nova era pós-Olimpíada começou. A questão é saber se a auto-confiança maior surgida da experiência olímpica irá levar a China à reforma política ou se o sucesso dos jogos e o silêncio ocidental a respeito da repressão irão convencer os líderes que seu modelo atual está funcionando.

Em grande parte, os jogos de Pequim refletiram a força do poder centralizado do sistema autoritário da China: os maravilhosos estádios esportivos contribuíram para a verba de US$43 bilhões destinadas aos jogos que foram absorvidos pelo Estado. As 51 medalhas de ouro da China, mais do que qualquer outro país, foram o produto de uma maquina esportiva estatal. Esse sucesso é um dos motivos que faz com que os analistas duvidem que os líderes chineses irão querer mudar o status quo.


Estádio Ninho do Pássaro se despede dos Jogos Olímpicos de Pequim / Getty Images

Qualquer cidade que sedia a Olimpíada passa por um misto de decepção e alívio quando a tocha é apagada e Pequim não será diferente. Grandes problemas irão precisar de atenção. O céu razoavelmente azul durante os jogos foi conquistado em parte pelo fechamento de fábricas e restrições aos carros. A poluição do ar da cidade, que está entre as piores do mundo, irá retornar assim que as restrições acabarem juntamente com os Jogos Paraolímpicos no final de setembro.

"Pequim voltará a ser, bem, cheia de nuvens e fumaça", disse Shen Dingli, professor da Universidade Fudan de Xangai.

Ele previu que a Olimpíada irá aumentar a exigência da população. Segundo ele, moradores de Pequim, tendo experimentado um clima muito melhor durante os jogos, irão exigir que as autoridades encontrem formas de manter o céu mais claro.

Ele disse que os jogos irão aumentar a confiança nacional e ajudar "a fazer da China um país mais normal".

"Com o aumento de sua riqueza, a China entra num estágio onde precisa ter maior transparência, liderança e prestação de contas", disse Shen. "Essa Olimpíada é um bom começo para nos fazer pensar como a China é forte e também quais são suas fraquezas".

Leia mais sobre a China

    Leia tudo sobre: chinaolimpíada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG