Pesticidas que matam pragas, e não bichos de estimação

P: Quais pesticidas de jardim ecologicamente corretos estão disponíveis hoje? Estou particularmente interessada em opções que não farão mal aos meus gatos.

The New York Times |

-- Nancy Blanchard, por e-mail

R: Os pesticidas têm ajudado a aumentar as safras de agricultura durante o último meio século, então não é de se admirar, dada a disponibilidade comercial de muitos desses produtos químicos sintéticos, que residências americanas também apliquem 43 mil toneladas dos compostos a cada ano para fazer seus jardins crescerem mais rapidamente.

Mas a desvantagem de usar tais produtos é que eles podem envenenar pessoas e animais de estimação, assim como a vida selvagem dos quintais: ingredientes comuns de inseticida como ácido 2,4-diclorofenoxiacético (2,4-D), atrazine e dicamba mostraram fazer mal à embriões de camundongos em tempo equivalente à primeira semana depois da concepção em humanos, diz Erica Glasener da publicação The Green Guide. Devido a essas revelações, jardineiros caseiros estão descobrindo rapidamente os benefícios de trocar os produtos químicos por alternativas naturais, menos tóxicas.

Antes de pensar em aplicar pesticidas, os jardineiros podem projetar (ou re-projetar) seus jardins para utilizar ao máximo as plantas nativas que evoluíram em condições locais sem ajuda sintética ou grande quantidade de água. Escolher as plantas nativas apropriadas para sua altitude, tipo de solo, drenagem e exposição ao sol irá repelir naturalmente muitas pestes comuns, além de reduzir a propagação de espécies exóticas invasoras.

Da mesma forma, colocar suas plantas em solo saudável repleto de insetos e vermes benéficos também pode ajudar a reduzir a necessidade de pesticidas. Laura Moran, do site Mainstreet.com, sugere que os jardineiros juntem seu lixo de comida vegetal, que é cheio de nutrientes que as plantas adoram, e o misturem ao solo existente para dar um upgrade saudável ao jardim. Além de estimular um desenvolvimento saudável das raízes, ela escreve, a adição desse rico fertilizante também aprimora a textura, aeração e retenção de água do solo. E também oferece uma boa casa a insetos benéficos que seriam destruídos junto com os ruins pelos pesticidas químicos.

Se os pesticidas são necessários, há uma boa quantidade de variedades orgânicas disponível. Bacillus thuringiensis ("Bt") é uma bactéria comum, letal à maioria das lagartas comedoras de folhas em árvores, arbustos, flores e vegetais. Segundo o escritor de jardinagem Jeff Ball, o Bt é inofensivo a todos os outros insetos, animais e humanos. Vem em forma de pó para uso como poeira ou, quando diluído na água, como spray. Químicos orgânicos formularam variedades de Bt para matar também mosquitos ou besouros-da-batata.

Para controlar lesmas sem afetar o meio-ambiente, Glasener sugere reciclar os pacotes pretos em que são vendidos vegetais e plantas, e colocá-los (vazios) de ponta-cabeça próximos à base das plantas. Verifique os recipientes todas as manhãs e, se achar alguma praga, simplesmente jogue-o fora com as pragas dentro, diz ela. Outro método fácil de controle de lesmas é usar cascas ocas de toranjas da mesma forma em volta da base das plantas, desfazendo-se delas caso apareça alguma lesma.

Donos de animais de estimação provavelmente já conhecem sabões usados para controlar pulgas. Alguns desses sabões também podem ser usados no jardim para repelir insetos. Para mais informações, consulte um viveiro local especializado em métodos orgânicos e plantas nativas. 

    Leia tudo sobre: pesticida

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG