Pesca de jovens enguias agita rotina no Estado de Maine

Moradores felizardos com licenças para pescar enguias pequenas conseguem cerca de US$ 2,2 mil por cada 500 gramas

The New York Times |

Os próximos dois meses para os moradores de Maine serão sinônimos de noites sem sono, muita ansiedade e muita dedicação. Eles são os poucos felizardos que possuem licenças para pescar enguias jovens e pequenas que se parecem com macarrão e rendem cerca de US$ 2,2 mil por cada 500 gramas.

Essas jovens enguias são produtos altamente requisitados na Ásia, onde fazendas de aquicultura as cultivam até atingirem o tamanho adulto e as vendem para restaurantes de sushi e outros tipos de pratos.

NYT
John Taylor (E) e Suzanne Smith pegam enguias em Pemaquid, em Maine
Acredita-se que elas desovem no Mar dos Sargaços, no Atlântico Norte, e então são levadas pelas correntes para Maine, onde nadam pela água doce e, entre os dias 22 de março e 31 de maio, caem nas redes de cerca de 400 pescadores de enguias. A ação acontece durante a noite, quando as enguias estão mais ativas.

Maine e Carolina do Sul são os dois únicos Estados americanos onde a pesca de enguias ainda é permitida. E com a demanda asiática especialmente em alta - após o tsunami do ano passado ter afetado a produção do Japão e com a Europa evitando seu consumo devido a questões ambientais – o Maine se tornou o local ideal para sua pesca.

"Os dois primeiros dias de pesca foram extremamente surpreendentes", disse Bill Quinby, um exportador em Charleston, Carolina do Sul, que exportou cerca de 40 kg de enguias jovens para a Coreia do Sul depois de comprá-las de pescadores de Maine. "As pessoas fizeram entre US$ 30 mil a US$ 40 mil por noite."

Esse tipo de dinheiro faz com que certos pescadores sem licenças também participem do processo.

Legislação

O governador de Maine, Paul LePage, assinou uma legislação de emergência para aumentar as multas pela pesca sem licença de US$ 500 para US$ 2 mil. A lei também atua sob aqueles que pescam enguias jovens antes do início da temporada e manipulam as redes que servem para capturá-las.

Os preços caíram nesta semana, embora permaneçam muito mais elevados do que em anos anteriores. David Smith, um pescador licenciado da Southwest Harbor, disse que cada 500 gramas caiu para US$ 1.750, talvez porque a pesca tenha sido muito abundante nos primeiros dias da temporada.

"Mas esse valor pode vir a melhorar novamente, quem sabe", disse Smith.

O futuro da pescaria, no entanto, não está claro: a associação responsável pela proteção de peixes e da vida selvagem está considerando listar a enguia americana como uma espécie em ameaça de extinção. Já não é permitido pescar dois dias da semana durante a temporada para fins de conservação.

Smith, por exemplo, não se importa em fazer esse intervalo. "De qualquer maneira eu vou continuar sem dormir nos próximos dois meses", disse.

NYT
Rede cheia de enguias que valem ouro em Pemaquid, Maine

*Por Abby Goodnough

    Leia tudo sobre: mainepescaenguiasjapãoeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG