Partido Republicano queixa sobre doações

O Comitê Nacional do Partido Republicano planeja prestar queixa, na segunda-feira, contra a campanha presidencial do senador Barack Obama, levantando questões sobre a legitimidade das pequenas contribuições e doações vindas do exterior.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

Embora nada possa ser feito antes das eleições de novembro, mesmo se a comissão encontrasse algum mérito nas queixas, oficiais republicanos estão exigindo que a Comissão Federal de Eleições conduza uma auditoria completa das doações feitas à campanha de Obama.

A campanha de Obama tem sido movimentada, em sua maioria, por contribuições pequenas, com doações de US$ 200 ou menos, que representam mais de US$ 220 milhões entre os US$ 450 milhões - número recorde - já recolhidos até agora"

Mas tais doações não precisam ser detalhadas em relatórios para a comissão eleitoral, a menos que as contribuições totais do doador superem US$200. A falta de informação sobre esses doadores tem sido destacada pelo watchdog groups (órgão que fiscaliza irregularidades nas eleições dos EUA) como potencialmente preocupante. Esse órgão também têm elogiado a campanha do senador John McCain por oferecer em seu website uma ferramenta que permite procurar todos os doadores, incluindo aqueles que contribuíram com menos de US$200.

Os republicanos estão aproveitando o assunto, depois que artigo publicado este mês no site conservador Newsmax.com destacou algumas contribuições questionáveis recebidas por Obama, que de longe superavam os US$ 4.600 que uma pessoa pode doar para as campanhas de um candidato nas eleições primárias e gerais.

As contribuições incluíam centenas de dólares de doações excessivas, feitas em acréscimos de US$25, por alguém chamado Good Will de Austin, no Texas, que preencheu Loving (Amando) como sendo seu empregador e You (Você) como sua ocupação. Também foi citado outro doador chamado Doodad Pro, de Nunda, Nova York, com o mesmo empregador e a mesma ocupação.

A comissão mandou cartas de advertência com o nome de ambos os doadores para a campanha de Obama, em agosto. A resposta deveria ter sido enviada em até 30 dias. A prestação de contas mais recente da campanha, registrada em setembro, mostrou uma falha no reembolso de mais de US$10.000 em doações, a cada um deles. No entanto, os oficiais de Obama dizem que todo o dinheiro já foi devolvido. Uma campanha tem 60 dias, depois de receber uma doação excessiva, para endereçá-la à comissão.

Os oficiais republicanos disseram que, se a campanha de Obama perdeu de vista essas doações obviamente questionáveis, poderiam haver muitas outras contribuições fraudulentas com valores abaixo de US$ 200, as quais não precisam ser relatadas.

Acreditamos que há evidência aqui demonstrando uma desobediência substancial, disse Sean Cairncross, advogado do comitê republicano, em uma chamada em conferência com repórteres, no domingo.

O comitê também está levantando questões sobre as potenciais contribuições, que a campanha de Obama está recebendo, provenientes de estrangeiros naturalizados, embora oficiais republicanos tenham sido pressionados para providenciar provas definitivas quanto a isso.

No entanto, a campanha da senadora Hillary Rodham Clinton levantou, de fato, a questão durante a eleição democrática primária. A campanha de Obama apenas recentemente começou a exigir que os doadores norte-americanos de outros países fornecessem o número válido do passaporte dos EUA. Anteriormente, só era exigido que preenchessem um campo do questionário que confirmava serem cidadãos.

Constantemente, examinamos nossos doadores por várias questões, disse Bill Burton, porta-voz da campanha de Obama, e mesmo que nenhuma organização esteja completamente protegida da fraude na Internet, nós continuaremos examinando nossos procedimentos para levantar fundos, para garantir que estamos dando todos os passos necessários para acabar com contribuições impróprias".

Por MICHAEL LUO

Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG