Para o homem moderno, quanto menos pêlo melhor

DENVER - Barba está na moda, mas e peito cabeludo? Não. O mesmo vale para as costas e até sobrancelhas exageradas. Na verdade, pelo em qualquer lugar além da mandíbula, queixo ou sobre o lábio de um homem não parece ser mais respeitado.

The New York Times |

Das capas de revistas a filmes e praias, é o sujeito sem pêlos, o homem com a pele mais lisa, que tem conseguido atenção.

"Eu não conheço muitos homens que não se depilem, ou pelo menos aparem os pelos", disse JD Markwardt, 26, tatuador de Denver. "Meus amigos, quando nós falamos sobre este tipo de coisa, dizem que depilam todo o corpo. Eles já não deixam os pelos crescerem à vontade como costumavam fazer", afirma.


Apesar de dolorosa, depilação masculina vira tendência nos EUA / NYT

A tendência não existe apenas entre os jovens. Donos de salões dizem que muitos aposentados frequentam seus estabelecimentos em busca de um tórax sem pelos. Treinadores de hóquei de meia-idade pedem o estilo brasileiro, um procedimento que remove pelos da região da virilha.

Da mesma maneira que as mulheres fazem há décadas, homens de todo tipo têm analisado seus pêlos e dito: "Adeus"!

Estudos e entrevistas sugerem que os homens buscam "limpeza", embora a evidência para este raciocínio esteja longe de ser conclusiva.

De qualquer modo, a América corporativa respondeu. Desde 2007, quase 100 novos tipos de creme, fitas, sprays e dispositivos para lidar com os pelos masculinos chegaram ao mercado, de acordo com Taya Tomasello, diretora de inovação de beleza na companhia de pesquisa Mintel International.

Nair, uma companhia associada a produtos femininos desde os anos 1940, lançou um creme e spray depilatório para homens. A Nad oferece fitas com cera depilatória exclusiva para homens. A Hansen também vende uma linha de tiras e loções. A Remington anunciou um novo depilador elétrico.

A Satin Smooth, uma companhia que se especializa em produtos para depilação, na semana passada começou a promover a ideia do "boysileiro" (ou boy - menino - depilado ao estilo brasileiro) .

Estas companhias entendem uma mudança significativa na atitude dos homens em relação aos pelos.

"Assim que começou a crescer, eu comecei a depilar", disse Markwardt. "Eu aparo minhas axilas porque se não fizer isso o pêlo fica longo demais e oscila no vento como uma bandeira"

Baseado no que aconteceu no mercado feminino, Tomasello acredita que os cuidados com o corpo masculino irá crescer.

As mulheres americanas começaram a depilar as axilas e pernas nos anos 1920 conforme os cortes dos vestidos da época se tornaram mais curtos e passaram a enfatizar o corpo. Mais para frente, nos anos 1990, o método brasileiro se tornou marginalmente popular. Agora a prática é comum.

Os homens devem passar pela mesma mudança. No ano passado eles representaram quase 30% dos negócios em spas, de acordo com a Associação Internacional de spas.  Eles foram fundamentais para um segmento crescente da indústria da beleza: os salões de depilação.

"Tendências de moda vêm e vão", disse Tomasello, "mas hábitos de se cuidar permanecem".

O que as mulheres acham dos homens depilados?

"Aparar é bom. Mas depende", disse Lori Gray, 25, especialista em operações corporativas em Denver. "Eu não acho que eles deveriam ser lisos em todos os lugares. Ter pelo é uma característica masculina. Mas eu também não acho que os pelos deveriam ser abandonados até que escapem selvagemente de suas camisas".

O visual aparado é mais "limpo e agradável", embora completamente liso não seja desejável, disse Tory Muller, 20, barista de Denver. Muitas de suas amigas, no entanto, gostam de homens completamente lisos. "Eu conheço muitas meninas que acham ótimo".

- Douglas Brown

Leia mais sobre depilação

    Leia tudo sobre: depilaçãovaidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG