Ovos importados da China revelam traços de contaminação

XANGAI - Inspetores de alimentos de Hong Kong descobriram que ovos importados da China estavam contaminados com altos índices de melamina, o aditivo industrial tóxico no centro de um escândalo de contaminação de produtos lácteos do país.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

A descoberta, anunciada no final de semana, gerou novas preocupações de que uma gama muito maior de alimentos chineses do que se imaginava pode estar contaminada com a melamina, que já adoeceu mais de 50 mil crianças na China e levou a pelo menos quatro mortes.

Os cientistas chineses temem que além da contaminação de suprimentos lácteos, a melamina também pode ter sido intencionalmente adicionada às rações animais na China, atingindo frangos e possivelmente peixes e porcos, o que poderia resultar em carnes contaminadas, de acordo com um relatório publicado no domingo no jornal South China Morning Post.


Traços de melamina foram encontrados em ovos / AP

A China luta para lidar com o escândalo do leite que devastou a indústria de laticínios de rápido crescimento no país e levou a uma retirada mundial de seus produtos dos mercados.

O governo chinês, que relatou o problema da contaminação pela primeira vez em meados de setembro, prometeu adotar medidas mais restritas para garantir a segurança de seus alimentos, além de punir os envolvidos na adulteração.

O governo acusou produtores desqualificados e intermediários de contaminarem os produtos intencionalmente para economizar dinheiro, adotando o químico usado para produzir plástico e fertilizante, como um barato substituto que pode inflar as análises de proteínas.


Prateleiras vazias: produtos foram proibidos devido ao escândalo na China / AP

Em setembro, Pequim ordenou uma retirada maciça dos produtos laticínios e prendeu suspeitos de adulterá-los com o uso da melamina.
Numa coletiva de imprensa no sábado, o primeiro-ministro Wen Jiabao prometeu melhorar o controle de segurança alimentar no país para que atinjam os padrões internacionais. Ele disse ainda que o governo tem certa culpa no escândalo com os laticínios.

O escândalo do leite surgiu em setembro, apenas um ano depois que os chineses produzirem rações contaminadas que chegaram aos Estados Unidos, adoecendo gatos e cachorros e gerando amplas críticas ao controle alimentar do país.

A descoberta de ovos contaminados em Hong Kong foi anunciada no sábado pelo Centro de Segurança Alimentar, uma agência governamental do país, que afirmou que os ovos foram testados recentemente e revelaram altos índices de melamina. Os produtos vieram da cidade de Dalian, no nordeste da China. O Centro revelou que o nível de melamina era quase o dobro do permitido legalmente pelas leis locais.

Por DAVID BARBOZA

Leia mais sobre leite adulterado

    Leia tudo sobre: chinaleite adulterado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG