Obama se despede de Chicago a caminho da presidência

WASHINGTON - Um sentimental Barack Obama trancou sua casa em Chicago e chegou à capital americana no domingo à noite onde aguardará por sua posse no dia 20 de janeiro, voando pela primeira vez como presidente eleito em um dos aviões da Força Aérea usados para transportar presidentes e suas principais autoridades governamentais.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

A mulher de Obama, Michelle, e suas filhas, Malia, 10, e Sasha, 7, chegaram no sábado para que as meninas pudessem se preparar para seu primeiro dia de aula em uma escola particular de Washington nesta segunda-feira.

"Eu confesso que me deu um nó na garganta deixar minha casa hoje", Obama disse aos repórteres na cabine de imprensa antes de decolar de Chicago. "Uma amiga de Malia deixou um álbum de fotos das duas juntas. Elas são amigas desde antes da pré-escola e eu folheei as páginas, com a casa estava vazia isso foi um pouco difícil. Aquilo me atingiu".

O Boeing 757-200, parte da frota de Missão Especial da Força Aérea, estampa as distintivas cores azul e branco e as palavras United States of America (Estados Unidos da América, em tradução literal). Mas apenas o avião que transporta o presidente é conhecido como Força Aérea Um e, como Obama e sua equipe insistem em lembrar, George W. Bush ainda é o presidente.


Obama chega à capital federal americana / NYT

Obama cumprimentou os membros da equipe do Força Aérea no avião e subiu por seus degraus cobertos com um tapete vermelho, parando perto do selo presidencial da porta ele acenou aos repórteres dizendo: "Vejo vocês em D.C.". A bordo ele se encontrou com o coronel Scott Turner, que irá pilotar o Força Aérea Um quando Obama for presidente, e Reggie Dickson, que será seu comissário de bordo. A Dickson ele pediu um cheeseburger, batatas fritas e água.

Nesta segunda-feira, Obama terá um dia cheio de encontros com líderes congressistas de ambos os partidos para dar início ao planejamento da recuperação econômica prevista para os primeiros dois anos de sua gestão, que quer assinar assim que tomar posse. Gibbs disse que o presidente eleito havia falado ao telefone anteriormente com os líderes republicanos, o senador Mitch McConnell de Kentucky e o representante John A. Boehner de Ohio, sobre ideias para estimular a economia.

Também nesta semana, Obama continuará a receber informações de segurança nacional, inclusive sobre os ataques de Israel ao Hamas em Gaza.

Obama, pela última vez como presidente eleito, trabalhou no domingo em seu gabinete de transição em um prédio federal no centro de Chicago. Depois ele se exercitou na academia do um prédio de um amigo.

Depois de chegar à base aérea Andrews por volta das 19h, Obama entrou em uma limousine presidencial e foi levado ao Hotel Hay-Adams perto da Casa Branca, que será a casa da família nas próximas duas semanas.

Por JACKIE CALMES

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: barack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG