ex-secretário de Estado Colin L. Powell no domingo e revelou recordes de arrecadação no mês de setembro, conseguindo enorme vantagem financeira sobre o senador John McCain." / ex-secretário de Estado Colin L. Powell no domingo e revelou recordes de arrecadação no mês de setembro, conseguindo enorme vantagem financeira sobre o senador John McCain." /

Obama registra recorde de arrecadação em setembro e conquista apoio de Colin Powell

WASHINGTON - O senador Barack Obama conquistou o apoio do http://colunistas.ig.com.br/fronteiralivre/o-apoio-a-obama-que-pode-definir-a-disputa/ target=_topex-secretário de Estado Colin L. Powell no domingo e revelou recordes de arrecadação no mês de setembro, conseguindo enorme vantagem financeira sobre o senador John McCain.

The New York Times |

Acordo Ortográfico

A descrição de Obama como uma "figura transformadora" feita pelo republicano que coordenou a primeira guerra no Iraque pode elevar o candidato democrata entre os independentes, moderados e republicanos, além de neutralizar as preocupações com sua falta de experiência.

O recorde de arrecadação da campanha de Obama (US$150 milhões em setembro, mais do que o dobro conseguido em agosto) pode ajudar o candidato a vender essa mensagem ao permitir que ele invista em novos Estados disputados como West Virgínia sem ter que escolher entre os pontos focais de sua campanha.

Obama pretende dedicar a maior parte de seu tempo nos próximos 15 dias a Estados em que o presidente Bush venceu, afirmaram seus consultores, indo ao Colorado, Flórida, Iowa, Ohio, Nevada, Novo México, Ohio e Virgínia. Enquanto isso, McCain abandonou a idéia de ampliar seu mapa eleitoral e irá se concentrar em defender estes Estados, que ainda podem decidir a eleição.

Com apenas duas semanas de campanha até o dia da eleição, McCain se vê numa situação complicada, com as pesquisas realizadas em Estados disputados mostrando que ele terá pouca chance de vitória no dia 4 de novembro. McCain, comentando a arrecadação de Obama, afirmou numa entrevista à televisão que seu oponente quebrou sua promessa inicial de aceitar financiamento público para a eleição geral.

Ao gerar mais de US$600 milhões, disse McCain, a "barragem foi rompida" para as próximas campanhas presidenciais e sugeriu que ele pode ter sido o último candidato à presidência a concorrer de acordo com as regras estabelecidas no final da era Watergate.

Powell, ex-chefe de equipe sob a gestão de Bush pai e do presidente Clinton, pareceu ter planejado aproveitar ao máximo seu apoio ao candidato ao deixar o anúncio para o final da disputa e não informar nenhum dos dois candidatos antes da divulgação oficial no programa "Meet the Press" da rede NBC.

Powell disse ter ficado desestimulado com o tom da campanha, declarou que a governadora Sarah Palin não está a altura da vice-presidência, disse estar descontente com a direção do partido republicano e afirmou que McCain foi disperso em sua postura em relação à economia.

"Todo dia ele adota uma postura diferente", ele disse.

Por JEFF ZELENY

Leia mais sobre eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG