Obama planeja diminuir parcelas de hipotecas e pressionar financiadoras

WASHINGTON - O plano do presidente Barack Obama para reduzir o número de desapropriações incluirá uma mistura de ajuda governamental e pressão sobre as financiadoras para reduzir os valores das parcelas mensais pagas por proprietários que correm risco de perder suas casas, de acordo com pessoas envolvidas no planejamento da questão.

The New York Times |

O plano, que será anunciado na quarta-feira, deve incluir subsídios governamentais para a redução das taxas de juros dos financiamentos, que as financiadoras teriam que equiparar com seu próprio dinheiro. Mas oficiais da gestão também planejam pressionar as financiadoras que não adotem uma postura suficientemente agressiva.

Exatamente que tipo de pressão Obama faria permanece incerto. Uma possibilidade seria um esforço maior em permitir a criação de uma lei que daria a juízes de falência o poder de modificar hipotecas e reduzir as parcelas mensais.

Esta mudança aumentaria o poder de barganha dos proprietários na negociação de novos termos para seus financiamentos. A indústria bancária se opõe a ela, alertando que os investidores deixariam de financiar hipotecas se soubessem que um juiz poderia modificá-las posteriormente.

O plano de subsidiar taxas de juros menores para proprietários de imóveis em dificuldades envolveria o governo e a financiadora contribuindo com quantidades iguais de dinheiro para reduzir as parcelas mensais.

Os defensores da proposta afirmam que a medida seria simples de se executar e menos cara do que muitas outras opções já consideradas.

Mas oficiais alertam que subsídios para taxas de juros menores não ajudariam por si só a maioria dos donos de imóveis em dificuldades, porque as financiadoras provavelmente ainda veriam estes proprietários como arriscados e se recusariam a modificar suas hipotecas.Como resultado, eles falam que será difícil convencer as financiadoras a se envolverem.

Uma das maiores dificuldades em se modificar uma hipoteca é o fato de que a maioria delas se encontra em grupos, que são revendidos como securities. Os "servidores de hipotecas" são companhias terceiras que coletam o pagamento mensal e tomam medidas contra inadimplentes. Estas companhias temem que os donos destes grupos revendidos irão processá-las por fazerem concessões generosas demais.

Na quarta-feira, Obama irá delinear um plano para resgatar os proprietários de imóveis. Ele deve oferecer detalhes concretos bem como uma agenda para implementar a medida.

Mas ele se arriscará a irritar muitos donos de imóveis, tanto aqueles em risco de perder suas casas quanto os milhões de outros que estão em dia com seus pagamentos e ressentem uma ajuda governamental a quem pediu emprestado mais do que podia pagar.

-  EDMUND L. ANDREWS

Leia mais sobre hipotecas

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG