Obama mantém rumo nos últimos dias de campanha

SPRINGFIELD - O senador Barack Obama pegou o celular ao se acomodar em uma poltrona da cabine frontal de seu avião de campanha. Há alguns quilômetros dali, milhares de pessoas entravam no Estádio JFK na Parkview High School para um comício na noite de sábado. O candidato, de seu avião Boeing 757, falava com milhares de líderes de sua equipe em todo o país, os voluntários que formam o exército que ele espera lhe dar vantagem nas últimas horas da disputa presidencial.

New York Times |

Ao colocar a mão direita sobre a testa, sua expressão séria trai o brilho confiante nos olhos de seus consultores. Ainda que Obama sorria menos do que já fez, medir seu humor apenas ao observá-lo pode ser algo arriscado uma vez que seu temperamento é consistente e raramente atingiu tons exasperados ao longo de sua jornada.

As linhas no rosto de Obama se aprofundaram desde o começo da campanha e os fios de cabelo branco nas suas têmporas se tornaram mais perceptíveis. Ele parece continuamente exausto. Mas qualquer emoção que sinta com a aproximação do final de sua candidatura, ele revela pouco. Deve ser difícil até mesmo para as pessoas mais próximas de Obama captar o que estes dias finais significam precisamente para ele.

Seu mundo está envolto em emoções poderosas e conflitantes: a percepção, possível, de que ele poderá ser presidente; o enorme otimismo que gerou, evidente nas multidões que atrai (algo que confessou assustá-lo um pouco, por causa das expectativas geradas); o peso de ter que decidir como equipar um governo e lidar com uma transição em um momento difícil. Tudo isso acontecendo em um momento em que a mulher que o criou, sua avó, se aproxima da morte.

"E se eu decepcionar as pessoas?", Valerie Jarrett, amiga pessoal e consultora, diz ter ouvido algumas vezes de Obama ao longo da campanha. "Isso lhe dá forças para sair da cama todos os dias", ela disse.

Ao subir a escada de seu avião no domingo pela manhã, a caminho de Ohio, um repórter gritou que ele não realiza coletivas de imprensa há semanas.

"Eu irei", Obama respondeu. "Na quarta-feira".

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG