Obama lança website para responder a rumores

KAUKAUNA, Wiscounsin - Confrontado com um dos piores problemas políticos - quando ignorar os rumores e má interpretações e quando arriscar dar a eles uma maior visibilidade ao rechaçá-los - o comitê de campanha do senador Barack Obama começou a reagir na quinta-feira contra o que diz serem relatos infundados e potencialmente prejudiciais.

The New York Times |

A campanha de Obama revelou um novo website - fightthesmears.com , relatado inicialmente pela revista Time - no qual lista cinco rumores sobre Obama e sua mulher, Michelle, juntamente com respostas que buscam estabelecer que são infundados e falsos.

A campanha de Obama encoraja  seus partidários a lerem todos os rumores e os fatos reais correspondentes e a enviar um email a todas as pessoas de sua lista compartilhando a informação.

Na quinta-feira à noite, mais de 20,000 pessoas haviam se registrado no site e mais de 18,000 e-mails enviados, disse o porta-voz Tommy Vietor.

"A campanha de Obama não irá deixar que rumores desonestos espalhados pela internet fiquem sem resposta", disse Vietor. "Quando desafiados com mentiras, iremos responder imediatamente com a verdade e ajudar nossos eleitores a rebater essas idéias também".

Obama foi atacado por fortes rumores a respeito de sua religião, seu local de nascimento e seu patriotismo, para citar alguns, há mais de um ano. Recentemente sua campanha enfrentou relatos persistentes e infundados sobre Michelle Obama ter usado linguagem inapropriada a respeito de pessoas brancas.

A campanha revelou o novo website em meio a indicações de que as eleições podem ser tão sujas quanto as anteriores, apesar das promessas tanto de Obama quanto do senador John McCain, que pretendem elevar o discurso político.

Grande parte do website está dedica ao rumor a respeito de Michelle. Começa com "The Smear" (O Rumor), descreve o que foi dito e conclui com "The Truth" (A Verdade): tal fita não existe".

Por JULIE BOSMAN e JOHN M. BRODER

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG