Obama busca diminuir temores a respeito da gripe suína

WASHINGTON - A gestão Obama enviou oficiais de alto escalão de inúmeras agências na segunda-feira para lidar com temores sobre a gripe suína e demonstrar que está completamente preparada para confrontar a epidemia mesmo que o presidente diga que não há motivos para alarde.

The New York Times |

Janet Napolitano, secretária de segurança doméstica, se uniu ao Dr. Richard E. Besser, atual responsável pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, ao assegurar o público que o presidente Barack Obama está no controle da situação e preparado para responder a uma maior disseminação do vírus da gripe suína.

Os oficiais de segurança doméstica dizem esperar que a epidemia aumente nos próximos dias. "Nós estamos agindo como se estivéssemos a caminho de uma pandemia", disse Napolitano.

Conforme a gestão reage a sua primeira emergência doméstica, passa a utilizar planos de contingência preparados durante o governo de George W. Bush, que receberam elogios de especialistas em saúde pública. Mas suas ações também são informadas pelo que Bush aprendeu com sua resposta ao furacão Katrina: que o gerenciamento político de um problema sanitário e as expectativas públicas podem ser tão importantes quanto a resposta científica.

Em um discurso na Academia Nacional de Ciências na segunda-feira, Obama disse apenas algumas palavras a respeito da gripe suína. "Este é, obviamente, um motivo de preocupação e exige um estado de alerta maior", ele disse."Mas não é motivo para alarde".

Mas por trás das câmeras na Casa Branca, assistentes afirmaram que o presidente direciona sua gestão para que esteja pronta em caso da necessidade de alarde. Um relatório completo sobre a gripe suína foi acrescentado à agenda diária do presidente, com atualizações ao longo do dia.

Ainda que os especialistas elogiem a resposta inicial da gestão, muitos alertam que uma epidemia da gripe pode travar o sistema de saúde público dos Estados Unidos.


"Se piorar, veremos a fraqueza do nosso sistema", disse Dr. Jeffrey P. Koplan, ex-diretor do CCPD. "Em um evento como este, no qual o bem-estar de todos depende do próximo nós veremos e sentiremos os problemas criados pelo nosso sistema".


Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG