No Reino Unido, resolva um desafio online e se torne um espião

Agência de espionagem promete selecionar funcionários entre internautas que conseguirem decifrar código na internet

The New York Times |

Na era de ouro da espionagem no Reino Unido, a maioria das agências gostava de recrutar espiões nas faculdades de Oxford e Cambridge, mesmo que isso tenha gerado alguns dos golpes mais notórios do século 20 - homens como Kim Philby, que se tornaram espiões duplos e foram responsáveis por entregar os segredos da bomba atômica para a União Soviética, nos anos 1940 e 1950, antes de desertarem para Moscou.

Na era da internet, os recrutadores das agências de espionagem foram forçados a entrar para a era digital de uma forma mais democrática ou, como os veteranos costumam dizer, de uma maneira simplesmente pop.

Sua façanha mais recente, que vem causando um certo furor na internet – além de muito bate-papo online entre supostos hackers - é um quebra-cabeça criptográfico disponibilizado na rede e que promete recrutamento rápido para aqueles que conseguirem resolvê-lo antes do dia 11 de dezembro.

Reprodução
O desafio no site www.canyoucrackit.co.uk, que promete recrutar funcionários de agência de espionagem

De acordo com informações publicadas no Twitter, Facebook e dezenas de outros sites, pelo menos 50 pessoas já resolveram o quebra-cabeça desde que ele foi discretamente publicado no mês passado. Para alguns criptógrafos profissionais o quebra-cabeça parece impossível de resolver: um visor retangular de 160 letras e números azuis, agrupados em pares sobre um fundo preto. Acima dele está a pergunta: "Você consegue resolver?" E logo abaixo um relógio digital marca os segundos restantes para que a competição se encerre.

A agência que registrou o quebra-cabeça no site www.canyoucrackit.co.uk é uma das mais antigas e, segundo especialistas, uma das mais bem sucedidas organizações de espionagem do mundo. Ela se chama Government Communications Headquarters, ou GCHQ, e fica perto de Cheltenham, 190 quilômetros a oeste de Londres.

Uma vez decifrado através de um processo chamado de esteganografia, o quebra-cabeça online produz uma mensagem escondida na forma de uma palavra-chave.

Aqueles que digitarem a palavra-chave são levados a uma página na qual são recebem uma mensagem de parabéns. Ela é assinada por um grupo chamado Cyber Security Specialists, uma unidade recém-formada dentro da agência britânica responsável por combater a ameaça de ciberespionagem que os oficiais britânicos colocaram entre as maiores ameaças à segurança nacional do país - ao lado do terrorismo, do crime organizado, do tráfego de drogas e do contrabando de armas.

"Então, você conseguiu", diz a mensagem. "Agora, este é o momento em que as coisas se tornam interessantes. Você quer usar suas habilidades e criatividade para combater o terrorismo e as ameaças cibernéticas? Como um de nossos especialistas, você vai ajudar a proteger a segurança da nossa nação e as vidas de milhares de pessoas".

Os interessados então são convidados a apresentar um pedido formal de trabalho, que será concluído com entrevistas nos próximos meses.

Por John F. Burns

    Leia tudo sobre: reino unidoespionageminternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG