No reino dos tabloides, um cavalo faz manchetes

Polícia de Londres teria emprestado um animal para Rebekah Brooks, ex-funcionária de Murdoch acusada de envolvimento em grampos

The New York Times |

A história alimentou os tabloides de Londres, permaneceu em alta durante meses e dificilmente poderia ter sido imaginada: a Scotland Yard (polícia metropolitana) emprestou um cavalo aposentado para a editora de uma publicação de Rupert Murdoch num momento em que seus jornais estavam sob investigação por causa das escutas telefônicas que alarmaram tanto a Scotland Yard quanto a imprensa.

Hoje aquilo parece não ter sido mais do que um ato inocente em favor do animal, mas como celebridades e seus bichos de estimação tradicionalmente chamam a atenção dos tabloides, o conto do cavalo de Rebekah Brooks tornou-se irresistível, ocupando as manchetes dos noticiários e sites de notícias do Reino Unido nesta quarta-feira. Ainda assim, à primeira vista, o empréstimo do cavalo parecia reforçar os laços antes acolhedores entre os jornais de Murdoch e os policiais envolvidos nos escândalos.

Leia também: James Murdoch renuncia como presidente executivo da News International

AP
Rebekah Brooks, chefe executiva da News International, de Murdoch (06/10/2009)

Brooks, 43, é ex-editora do News of the World , jornal que já não existe mais , e do The Sun, um dos tabloides líderes do mercado britânico e responsável pela riqueza de Murdoch, que o ajudou a construir seu império que hoje vale US$ 40 bilhões.

Durante o período em que ela manteve o animal nos estábulos da casa de campo em Oxfordshire que divide com o marido, o treinador de cavalos de corrida Charlie Brooks, ela acabou se tornando uma executiva da News International, a subsidiária do jornal britânico News Corp.

Brooks foi libertada sob fiança depois de ter sido presa por suspeita de envolvimento tanto na questão das escutas telefônicas quanto por seu suposto envolvimento na rede de corrupção policial que foi exposta nas últimas semanas, ameaçando ainda mais as investigações do caso.

Ela era a funcionária mais antiga da empresa de Murdoch entre os 30 que foram presos, interrogados e libertados no caso. Quando sua fiança expirar, no mês que vem, ela ficará sabendo, junto às outras pessoas que já trabalharam com ela nos tabloides, se serão acusadas formalmente.

A Scotland Yard divulgou um comunicado na terça-feira dizendo que o empréstimo do cavalo foi feito como parte de uma prática rotineira. Segundo a declaração, o cavalo ficava em um estábulo em Londres e era usado em cerimônias e para controle de multidões. Ele foi emprestado para Brooks em 2008. Depois, quando foi aposentado, foi “morar” com um policial na zona rural do Condado de Norfolk, em 2010. Um porta-voz da Scotland Yard disse que o cavalo morreu logo em seguida.

"Quando um cavalo chega ao fim de sua vida útil, os funcionários das agências de cavalos procuram uma casa de repouso adequada para eles", disse o comunicado. "Embora a responsabilidade de alimentar o animal e pagar as contas do veterinário seja transferida para a pessoa encarregada de seu cuidado em sua nova casa, o cavalo continua sendo propriedade do Serviço da Polícia Metropolitana", o nome formal da Scotland Yard.

Dave Wilson, o porta-voz de Brooks, descreveu a adoção do cavalo como um gesto de compaixão por um animal já no fim de sua vida.

"Rebeca adotou um cavalo e praticamente serviu como uma mãe adotiva para ele durante um ano", disse ele. "Foi apenas uma maneira de dar um lar temporário para esse cavalo que teve um desempenho diferenciado na polícia. Ele foi para um lar para animais idosos em Norfolk quando já não podia mais ser montado."

Nesta semana, a comissária adjunta Sue Akers disse a um inquérito aberto pelo governo que o The Sun tinha pago de maneira ilegal uma rede de "funcionários corruptos" , incluindo policiais - milhares de dólares em troca de dicas de notícias e "fofocas", em pagamentos autorizados pelo "alto escalão do jornal."

Murdoch disse que as práticas descritas por Akers “são coisa do passado e que já não fazem parte da ética de trabalho do The Sun."

Por John F. Burns

    Leia tudo sobre: news of the worldrebekah brooksreino unidogramposthe sun

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG