Neto de Mao avança no Exército chinês

PEQUIM - Ele desfruta porções generosas de carne de porco refogada em molho vermelho, coleciona fãs chineses e mantêm um blog patriótico.

The New York Times |

Agora Mao Xinyu, o neto de 39 anos e único herdeiro masculino sobrevivente de Mao, parece ter se tornado o mais jovem Major General do Exército da Liberação do Povo, de acordo com a mídia estatal.


Mao Xinyu teria sido promovido no Exército chinês / AFP

Embora sua promoção não tenha sido anunciada oficialmente pelo exército e alguns websites locais tenham qualificado a nova patente como nada mais que um rumor, a notícia foi relatada no Changjiang Daily, um jornal estatal, e está entre as principais notícias acessadas nos portais chineses conforme o país se prepara para comemorar o 60º aniversário da revolução que levou Mao e os comunistas ao poder.

Historiador educado na Escola Central do Partido e firme guardião do pensamento político de Mao, o jovem Mao é um dos quatro netos do "Grande Piloto".

Embora a mídia oficial lhe conceda considerável respeito, ele é o objeto de um certo escárnio entre outros chineses que satirizam o que qualificam como seu desempenho medíocre como estudante, seus modos desleixados e sua cintura alargada - nos últimos anos seu peso ultrapassou 100 quilos.

A reação à notícia de sua promoção, publicada anonimamente em websites chineses, foi cheia de sarcasmo.

"Um ótimo modelo para nosso exército, um líder militar incomparável e teorista de alta qualidade", dizia um comentário.

Muitos falaram sobre o Major General Mao ter um filho e uma filha em uma sociedade na qual a maioria das famílias tem apenas uma criança, como resultado das políticas de controle de natalidade colocadas em prática depois da morte de Mao.

O partido governante da China, ao contrário daquele na vizinha Coreia do Norte, nega o governo hereditário.

Mesmo assim, o neto de Mao teve um papel pequeno comparado aos descendentes de alguns dos outros líderes do Partido Comunista.

Ele não é visto como um "pequeno príncipe", título dado aos que usam suas conexões familiares para obter oportunidades empresariais lucrativas ou, em alguns casos, poder político.

Analistas chineses chegaram a especular que o jovem Mao podia ter ambições de se tornar prefeito de uma cidade grande. Mas ele parece ter se conformado com o que se mostrou ser uma carreira recompensadora no exército.

Ele também teve algum sucesso escrevendo livros e artigos dedicados ao legado de seu avô.

Leia mais sobre China

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG